Terça-feira, 28 de Setembro de 2021

Política
Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018, 15h:46

Mato Grosso

Candidatos ao governo de MT gastam mais do que arrecadam

Imagem: VG Notícias

Os candidatos ao governo do Estado, senador Wellington Fagundes (PR) e governador Pedro Taques (PSDB), gastaram até agora mais do que arrecadaram em doações 
à campanha eleitoral, de acordo com informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). 

Segundo a Lei Eleitoral, os candidatos a Governo de Mato Grosso têm o limite máximo de gastos de campanha fixado em R$ 5,6 milhões para o primeiro turno. Em um eventual segundo turno, pode haver o acréscimo de R$ 2,8 milhões. O limite de gasto para a campanha é fixado de acordo com o número de eleitores de cada Estado.

De acordo com a Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais, do TRE, Wellington Fagundes arrecadou R$ 1.837.335,60, sendo que R$ 1,6 milhão foram doação dos partidos, enquanto R$ 237.335,60 foram de doação de recurso próprio.

Ele, porém, declarou R$ 2.792.951,09 em despesas contratadas, sendo que, desse valor, ele já quitou R$1.579.626,64. Isso significa que o candidato precisa ainda de R$ 955.615,49 em doações para conseguir quitar as despesas já realizadas.

Das despesas feitas, R$ 1.659.460,00 referem-se à produção de programas de rádio e televisão à propaganda eleitoral e é o maior investimento feito por Wellington Fagundes.
Já o governador Pedro Taques arrecadou um total de R$ 1.577.000,00, sendo que R$ 1,2 milhão foram doações dos partidos. Ele não colocou um centavo de recurso próprio em sua campanha.
Taques declarou ainda R$ 1.870.634,37 em despesas contratadas, sendo que foi pago efetivamente o valor de R$ 1.493.075,68. Ou seja, Taques ainda precisa de um total de R$ 293.634,37 em doações para conseguir quitar todas as despesas já feitas.

Assim como Wellington, a maioria dos seus gastos foram referentes a produção de programas à propaganda eleitoral, totalizando R$ 610 mil.

O candidato Mauro Mendes (DEM), por sua vez, recebeu R$ 2.108.322,56 em doações e declarou R$ 1.982.660,64 como despesas contratadalas. Até o momento, foram pagas R$ 1.325.778,65 dessas despesas.

Já o candidato Arthur Nogueira (Rede) recebeu doações no valor de R$14.972,00 e empenhou R$13.319,16 em despesas. Seguindo com a campanha eleitoral mais modesta está o candidato Moisés Franz, que recebeu R$ 6.378,25 em doações e não declarou nenhum gasto.

 

Com informações e texto do Gazeta Digital

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.