Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

Geral
Sábado, 08 de Maio de 2021, 12h:42

RIO DE JANEIRO

Mortes decorrentes da operação no Jacarezinho sobem para 29

Entre as vítimas fatais está o policial civil André Frias. Corpos dos suspeitos ainda estão no IML

Fonte: o Dia RJ

Reginaldo Pimenta / Agência O DIA

A Polícia Civil confirmou, neste sábado, a 29ª morte decorrente da operação policial da ultima quinta-feira no Jacarezinho, na Zona Norte do Rio. Apesar da confirmação do óbito, a instituição não detalhou se a vítima estava internada em algum hospital da região ou se o corpo foi encontrado dentro da comunidade. 
 
A operação do Jacarezinho é considerada a mais sangrenta dos últimos anos. Para a polícia, todos os suspeitos mortos são considerados criminosos. Entre as vítimas fatais está o inspetor André Frias, baleado na cabeça
 
Na manhã deste sábado, parentes das vítimas estiveram no Instituto Médico Legal mas não se pronunciaram. Os corpos dos suspeitos ainda não foram liberados para os enterros, que se dividirão entre os cemitérios de Inhaúma e do Caju. 
 
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, os baleados que morreram em hospitais do município já foram levados para o IML. Nesta sexta-feira, o governador Claudio Castro e o secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, elogiaram a operação do Jacarezinho. 
 
O alto número de mortos dividiu opiniões entre os especialistas de segurança pública. A Organização da Nações Unidas pediu uma investigação paralela. O Ministério Público do Rio está acompanhando às perícias nos corpos.  
 
Até este sábado, dois dias após a operação, a Polícia não tinha a identificação de todos os mortos. Entre eles, três eram alvos da operação de quinta. 
 
São eles:

Richard Gabriel da Silva Ferreira, conhecido como 'Kako';
Isaac Pinheiro de Oliveira, conhecido como 'Pee da Vasco';
Rômulo Oliveira Lúcio, conhecido como 'Romulozinho'.
Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.