Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

Geral
Quinta-feira, 10 de Junho de 2021, 09h:23

cloroquina até para crianças

Documento da “Capitã Cloroquina” desmente Queiroga na CPI

Secretária Mayra Pinheiro pediu que ministro analisasse continuação do TrateCov, que receitava cloroquina até para crianças

Fonte: Brasil 247

Edilson Rodrigues/Agência Senado | Jefferson Rudy/Agência Senado

Onze dias antes de dizer à CPI da Covid que Mayra Pinheiro, secretária do Ministério da Saúde conhecida como “Capitã Cloroquina”, não trata de tratamento precoce em sua gestão, Marcelo Queiroga recebeu um documento que desmente sua versão.

No último dia 28, Pinheiro pediu ao gabinete do ministro e a outros quatro departamentos da pasta uma análise da continuação do aplicativo TrateCov. Lançado em janeiro pelo ministério, o aplicativo receitava o tratamento precoce com cloroquina e outras drogas ineficazes contra a Covid até para crianças e gestantes.

O documento, que tem como título “Solicita análise de conveniência e oportunidade no prosseguimento da ação Plataforma TrateCov”, foi assinado pela secretária e provocava a “alta administração deste ministério” a examinar se deveria ser mantido o TrateCov. Três dias antes, em depoimento à CPI, Mayra Pinheiro havia sido duramente questionada sobre o TrateCov.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.