Sábado, 08 de Maio de 2021

Economia
Segunda-feira, 12 de Abril de 2021, 15h:47

Projeta alta de 3,08% no PIB

Mercado estima Selic em 5,25% no fim de 2021

Projeta alta de 3,08% no PIB Inflação de 4,85% em 2021 Projeções do Boletim Focus

Fonte: Poder 360

Sérgio Lima/Poder360

O mercado financeiro estima a taxa básica de juros, a Selic, em 5,25% ao ano no fim de 2021. A projeção consta no Boletim Focus, do BC (Banco Central) divulgado nesta 2ª feira (12.abr.2021), que mostra  as perspectivas dos operadores do mercado financeiro nos principais indicadores econômicos do país. Eis a íntegra (274 KB).

De acordo com o relatório, a previsão dos analistas para os juros subiu de 5% para 5,25% em uma semana. Atualmente, a Selic está em 2,75% ao ano. Ou seja, o mercado aposta em alta de 2,5 pontos percentuais nas próximas reuniões.

O Copom (Comitê de Política Monetária) se reunirá em maio para definir o novo patamar de juros. No último encontro, sinalizou que aumentará a Selic em 0,75 ponto percentual, elevando-a para 3,5% ao ano.

O colegiado aumenta os juros no momento que a inflação demonstra sinais de aceleração. O último dado do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostrou que o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) chegou a 6,10% no acumulado de 12 meses até março. O Banco Central estima que o percentual chegará a 7,8% no acumulado até junho.

A alta da Selic serve para conter a trajetória de alta da inflação. O mercado financeiro estima que o IPCA ficará em 4,85% em 2021. O percentual está acima da meta de 2021, de 3,75%, mas dentro do intervalo de tolerância, de 2,25% a 5,25%.

O mercado passou a prever um crescimento menor da economia em 2021. Reduziu de 3,17% para 3,08% a estimativa para o avanço do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil neste ano.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.