Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

Economia
Quinta-feira, 13 de Maio de 2021, 08h:51

Alta de 31% frente ao 1º trimestre de 2020

Eletrobras registra lucro líquido de R$ 1,6 bilhão no 1º trimestre de 2021

Publicou balanço nesta 4ª feira (12.mai)

Fonte: Poder 360

Agência Brasil

A Eletrobras registrou lucro líquido de R$ 1,6 bilhão no 1º trimestre de 2021. O valor representa alta de 31% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, quando encerrou com R$ 1,2 bilhão. Eis a íntegra (2 MB) do balanço divulgado nesta 4ª feira (12.mai.2021).

A companhia é responsável por 28% da geração de energia no Brasil e 43% da transmissão. O governo federal tenta promover a capitalização da empresa por meio de uma medida provisória que tramita no Congresso.

 

Os resultados foram impactados, principalmente, pelas receitas vindas da transmissão de energia por conta da revisão tarifária cujos efeitos foram sentidos a partir de julho de 2020. Por outro lado, a reserva de R$ 932 milhões para eventuais contingências afetou o caixa negativamente.

A receita operacional líquida chegou a R$ 8,2 bilhões, alta de 8% frente ao mesmo período de 2021. Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) teve aumento de 11%, ficando em R$ 3,8 bilhões.

Os investimentos em geração chegaram a R$ 273 milhões nos 3 primeiros meses do ano. Destes, R$ 133 milhões foram para a usina de Angra 3. A companhia também investiu R$ 142 milhões. Destes, R$ 96 milhões foram para reforço e melhorias.

NOVO PRESIDENTE COMENTARÁ

O resultado será comentado nesta 5ª feira (13.mai) pelo novo presidente da Eletrobras, Rodrigo Limp, e pela diretora financeira e de relações com investidores, Elvira Presta. Ambos participarão de teleconferência com investidores às 14h30 e falaram com jornalistas às 15h30.

Limp assumiu o cargo na última 6ª feira (7.mai). Até então ocupava a secretaria de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia. A dificuldade de privatizar a empresa foi o principal argumento dado por ele como justificativa.

O agora presidente da BR Distribuidora se referia ao não avanço do projeto de lei que tratava do tema no Congresso. A MP foi encaminhada ao Legislativo depois da demissão.

 
Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.