Quinta-feira, 13 de Agosto de 2020

Variedades
Sexta-feira, 31 de Julho de 2020, 15h:46

"PAVOR DA ESQUERDA"

Luciano Hang, da Havan, diz em entrevista que não é bolsonarista

Empresário se define como um "ativista econômico que tem pavor da esquerda"

CORREIO 24 HORAS

CORREIO 24 HORAS

Dono da rede de lojas Havan, o empresário Luciano Hang negou proximidade com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Mesmo tendo apoiado publicamente o mandatário várias vezes, Hang disse à revista Veja que não é bolsonarista, e sim um "ativista econômico que tem pavor da esquerda".

 

“Naquilo que o governo fizer certo, vou defendê-lo. Naquilo que fizer errado, vou criticá-lo”, garantiu Hang. Ele se definiu como um patriota que tem interesse em ver o Brasil mais liberal na economia.

 

“Eu me envolvi para mudar isso e ajudar a reduzir a burocracia para não ficarmos à mercê de um burocrata. Sou um ativista, um patriota, querendo um país livre e com economia mais liberal”, diz.

 

Hang disse que conversou com Bolsonaro há 15 dias. “Eu não falo com o presidente há 15 quinze dias. Estive em Brasília há três meses, na posse do ministro da Justiça. Fui com outros empresários. Não sou bolsonarista como dizem”, completa.

 

O empresário chegou a ser convidado para participar da base de apoio do Aliança pelO Brasil, partido que Bolsonaro tenta criar. Ele foi ao lançamento da sigla, mas negou que tenha intenção de se filiar, afirmando que passou para "dar um abraço" em colegas. "Mas eu não me filiei e não vou me filiar. Não quero perder a independência de falar o que quiser”, explica.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.