Quinta-feira, 23 de Maio de 2019

Turismo
Quarta-feira, 15 de Maio de 2019, 08h:40

TURISMO

Brumadinho: 110 dias após tragédia, cidade visa turismo para se recuperar

CORREIO BRAZILIENSE

Passados 110 dias do rompimento da barragem da Vale no Córrego do Feijão, município de Brumadinho, a cidade teve uma diminuição drástica no fluxo de turismo. A atividade é o segundo maior motor da economia de Brumadinho, atrás apenas da mineração. No entanto, desde 25 de janeiro, os hotéis e pousadas estão com apenas 20% de ocupação.

A Associação de Turismo de Brumadinho e Região (ATBR) está lançando uma campanha para mostrar que Brumadinho está apta e segura para receber turistas. De acordo com a vice-presidente da ATBR, Eliane de Castro, em 24 de janeiro (véspera do rompimento da barragem), os hotéis e pousadas estavam com uma taxa de 80% a 100% de ocupação. Do dia 25 até fevereiro, o fluxo de turistas foi nulo. "Brumadinho sofreu uma tragédia muito grande e as pessoas passaram achar que a cidade estava inteira debaixo de lama. Mas os acessos à cidade estão liberados, as pousadas estão abertas, os restaurantes estão abertos e tudo sem nenhum problema. Queremos comunicar que estamos aptos a receber e dispostos a receber."
Continua depois da publicidade

Apenas 5% do território da cidade ficou prejudicado pela lama, os acessos a Brumadinho estão livres e sem qualquer impedimento e os restaurantes, pousadas, hotéis e estabelecimentos de entretenimento estão funcionando normalmente. O Instituto Inhotim, maior museu de arte contemporânea a céu aberto da América Latina, também está funcionando normalmente, e inclusive recebe o festival de música Meca neste fim de semana.

Cristóvão Lana tem 62 anos e mora em Brumadinho há 22. Ele trabalha no ramo de turismo em uma cooperativa de transfer e veículos para locação, com o filho, Brayan, 27. “Já dirigi para muitos turistas, tanto nacionais quanto internacionais. Todos ficam maravilhados com Brumadinho. A gente precisa ter fé e esperança de que as coisas vão melhorar. E nós gostamos de receber, essa é a hospitalidade mineira. Acredito e espero que as coisas vão melhorar”, relata.

Para o presidente da ATBR, Leonardo Esteves, 34, retomar a rotina é importante para a recuperação de Brumadinho: “A gente enxerga que precisamos retomar a normalidade e olhar para frente, respeitando a dor de todas as famílias, mas sabendo que existe futuro, existe expectativa. É uma cidade muito bonita, com um povo muito acolhedor”.

Além do Inhotim, Brumadinho conta com outras atrações como parques de ecoturismo com trilhas, cachoeiras, ciclismo, voos de parapente, muitos restaurantes de alta gastronomia, passeios históricos e artesanato. A campanha conta com o hotsite www.abracebrumadinho.com.br, criado especialmente para apresentar o tema e filmes da campanha e direciona os visitantes para o site www.visitebrumadinho.com.br e para o Museu de Inhotim (www.inhotim.org.br), em que o visitante pode encontrar informações sobre hospedagem, restaurantes e roteiros turísticos na região de Brumadinho.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.