Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019

Turismo
Sexta-feira, 30 de Agosto de 2019, 08h:28

2019-2021

85 municípios de MT integram Mapa do Turismo Brasileiro

Marcos Vergueiro

O Ministério do Turismo divulgou na segunda-feira (26), no Diário Oficial da União (DOU), o novo Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021. Ao todo, 2.694 cidades de 333 regiões turísticas do país foram validadas pela pasta e incluídas na atualização da plataforma. Em Mato Grosso, 85 municípios e 14 regiões turísticas integram o relatório.

 

Entre os benefícios do mapa estão a categorização dos municípios turísticos, que vai de A a E. Essa classificação é um instrumento de acompanhamento do desempenho das economias turísticas locais. 

 

Marcos Vergueiro

Pantanal

 

Neste aspecto, a maioria dos municípios mato-grossenses consta nas categorias D e E. Apenas Cuiabá com região turística metropolitana está na classe A – que representa cidade com maior fluxo turístico e número de empregos e estabelecimentos no setor de hospedagem. 

 

Nove municípios foram classificados na categoria B, entre eles Cáceres e Poconé, com a região turística do pantanal mato-grossense, além de Chapada dos Guimarães e Tangará da Serra. Os demais estão nas categorias C, D e E - esta última são classificados os locais sem fluxo turístico expressivo e nem empregos e estabelecimentos.

 

Para o secretário adjunto de Turismo do Estado de Mato Grosso, Jefferson Preza Moreno, a inclusão dos 85 municípios no Mapa é resultado de uma força tarefa promovida desde o início da gestão. “Quando assumimos a secretaria, apenas 26 municípios, com 16 regiões, estavam com documentos completos para serem enviados ao Ministério para a inclusão no Mapa”.

 

Marcos Vergueiro

Pantanal

 

O executivo destaca que no mês de maio foi realizada uma reunião entre gestores e representantes do setor turístico, quando a pasta reforçou a necessidade de agilizar a documentação e da importância de configurar no relatório do Ministério. “Fui uma surpresa, tivemos a participação de mais de 150 pessoas de 96 municípios, o que demostra o interesse no desenvolvimento do setor no Estado”.

 

Jeferson aponta ainda que o mapa subsidia a priorização de investimentos por programas do Governo Federal, incluindo ações de infraestrutura turística, qualificação profissional. “É fundamental para que o Ministério possa direcionar ações que desenvolvam o setor em cada região. Além disso, também facilita a destinação de emendas parlamentares e a promoção dos destinos, observando características peculiares de demanda e vocação turística”.

 

Para o Governo Federal o novo mapa representa uma radiografia atualizada do potencial turístico do Brasil para investir de forma adequada na melhoria de infraestrutura, realização de campanhas publicitárias, entre outras ações.

 

Novos critérios 

Neste ano, os estados e municípios contaram com novos critérios, compromissos e recomendações estabelecidas órgão, entre elas a obrigação de participação em instância de governança e em Conselho Municipal de Turismo (COMTUR).

 

Marcos Vergueiro

Chapada dos Guimarães

 

Além da necessidade de o município ter um órgão de turismo em atividade e conselho municipal funcionando, o novo mapa adotou outros critérios obrigatórios para a participação na plataforma: orçamento próprio destinado ao turismo e possuir prestadores de serviços turísticos de cadastro obrigatório registrados no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do Ministério do Turismo.    

 

Por este motivo, o secretário Jeferson alerta sobre a importância dos empresários e prestadores de serviços do setor manter o cadastro. O Cadastur é obrigatório para proprietários de meios de hospedagem, agências de turismo, transportadoras turísticas, organizadoras de eventos, acampamentos turísticos e parques temáticos.   

 

Os novos critérios darão ao Ministério a oportunidade de trabalhar com foco na qualidade dos destinos e na melhoria dos serviços prestados aos turistas. “A partir de agora, em Mato Grosso, vamos incentivar os municípios a realizar campanhas e ações individuais de promoções para que o turista permaneça mais tempo em suas regiões”, frisa Moreno.

 

O secretário adiantou também que o Governo do Estado, em breve, irá lançar um programa de incentivo ao turismo interno. O projeto, denominado Programa Mato Grosso para os mato-grossenses, tem o propósito de incrementar as atividades turísticas com pacotes turísticos atrativos, preços diferenciados, facilidade de pagamento etc.

 

“A ideia é que os mato-grossenses intensifiquem as viagens, a fim de visitar as belezas naturais do próprio Estado. Eu como cuiabano, fico triste quando vejo pessoas que desconhecem nossas riquezas naturais, queremos mudar a realidade”, finaliza.

 

Certificação

Marcos Vergueiro

Chapada dos Guimarães

 

O novo Mapa do Turismo está disponível para consulta no site www.mapa.turismo.gov.br e conta ainda com a emissão de certificado digital para os municípios que o compõem.  

 

A certificação é uma maneira de comprovar que o município está inserido no Mapa e faz parte do rol de 2.694 destinos brasileiros que trabalham o turismo como política de desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.