Temer diz que governo prepara aplicativo para oferecer serviços de autônomos

Marcos Corrêa/PR

O governo federal vai lançar um aplicativo digital voltado para os microempreendedores. O anúncio foi feito pelo presidente Michel Temer hoje (9), ao participar do programa A Voz do Brasil, produzido pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Temer foi entrevistado sobre o programa Avançar, que pretende dar andamento a 7 mil obras paradas no país, e falou sobre outros temas. O aplicativo, segundo Temer, se chamará Oportunidades de Serviço e vai funcionar como um mural para a oferta de serviços.

Brasília - Presidente Michel Temer durante entrevista ao programa A Voz do Brasil (Marcos Corrêa/PR)
Michel Temer fala sobre um novo aplicativo para autônomos e microempresários durante entrevista ao programa A Voz do BrasilMarcos Corrêa/PR

“Em breve vamos lançar um aplicativo, o chamado OPS, Oportunidades de Serviço. Basta que você seja um microempreendedor individual, tenha uma pequena empresa, recolha sua contribuição como autônomo, e você vai poder cadastrar, ou melhor, oferecer seu serviço lá. Aí funciona assim: uma pessoa que tiver interesse em contratar um pintor, por exemplo, ou um pedreiro, é só entrar lá, escolher a cidade e vai aparecer a lista de profissionais”, disse.

O presidente disse que seu governo liberou, no início de outubro, R$ 9 bilhões em linhas de crédito para as micro e pequenas empresas. As linhas de crédito serão ofertadas pela Caixa Econômica Federal e pelos bancos do Brasil, Santander, Itaú, Bradesco, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia.

“O nosso governo vem prestigiando os nossos empreendedores com aquilo que eles mais precisam: crédito para investir. […] No início de outubro, anunciei um volume de R$ 9 bilhões para que esses pequenos empresários possam pegar um crédito facilitado e, naturalmente, crescer”.

Reforma da Previdência

Durante o programa, o presidente também falou da reforma da Previdência. Temer tenta a aprovação da proposta no Congresso e faz uma série de reuniões para avançar na questão, considerada prioritária pelo governo. Temer destacou que a reforma vai combater os privilégios de quem ganha salários acima de R$ 20 mil e que o brasileiro que recebe dois salários mínimos terá seus direitos garantidos.

“O Brasil voltou e agora é hora de olhar para frente e dar mais eficiência ao dinheiro que você paga em impostos. Por isso, a gente precisa fazer, por exemplo, a reforma da Previdência. Nós queremos uma reforma que garanta direitos a quem mais precisa. Quem ganha até dois salários mínimos e combata privilégios de quem ganha mais de 20, 30 mil reais”. As informações são da RadioAgência Nacional.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*