Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020

Tecnologia
Quinta-feira, 09 de Janeiro de 2020, 10h:02

golpe

Golpes com contas clonadas do WhatsApp crescem no Sul do Brasil

Bandidos usam contas clonadas no aplicativo para enganar os usuários

Olhar Digital

Você recebe uma mensagem de algum amigo ou familiar pelo WhatsApp, dizendo que tá com problemas e pede ajuda para fazer uma transferência ou um pagamento. Este é um golpe que tem crescido bastante no Brasil, principalmente em Santa Catarina. Os bandidos utilizam contas clonadas no aplicativo para enganar os usuários.

Há uma outra variação do golpe. Nele, você recebe uma mensagem de algum amigo falando que um grupo do qual vocês fazem parte será extinto e outro criado. Para ter acesso, uma senha vai ser enviada por SMS, e é justamente ela que vai permitir que os criminosos acessem contas daqueles que responderam a mensagem.

Diretor de Inteligência da Polícia Civil de Santa Catarina, o delegado Alfeu Orben afirmou que embora não tenha dados, o número de golpes pelo WhatsApp é crescente no estado. Ele confirma que os golpistas se passam por outras pessoas para pedir depósitos e transferências por mensagens. Para evitar cair no golpe, Orben recomenda não fazer a transação imediatamente, mas telefonar para a pessoa antes.

Há algumas formas de dificultar que golpistas acessem sua conta no aplicativo. A primeira é não passar o código de ativação do WhatsApp para terceiros. Além disso, o mensageiro possui a proteção de verificação em duas etapas. Com ela, é necessário criar uma senha numérica que deve ser inserida toda vez que o aplicativo for usado em um novo aparelho. O código enviado por SMS também será necessário. Com a ferramenta, mesmo que o golpista tenha acesso a esse código, ele não terá a senha numérica.

Por fim, existe a possibilidade de ativar as notificações de segurança. Com elas, mesmo que não consiga impedir que invadam a conta, o usuário vai ser avisado quando um contato trocar o código de acesso do aplicativo. Se isso ocorrer, a pessoa pode ter apenas trocado de aparelho, mas também pode ter sido vítima de um golpe.

 

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.