Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021

Tecnologia
Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020, 17h:16

TECNOLOGIA

EUA voltam a prorrogar prazo para ByteDance vender TikTok

Sob pressão do governo do presidente Donald Trump, empresa chinesa está em negociações há meses com o Walmart e a Oracle. Nova data para concretização da compra é 4 de dezembro.

Reuters

Reuters

O governo dos EUA concedeu à ByteDance uma nova prorrogação para vender o TikTok, nesta quarta-fira (25). Segundo informações do processo judicial, a empresa chinesa, dona da rede social, tem, agora, mais 7 dias para negociar o aplicativo.

Em meados de novembro, já havia sido dada uma prorrogação de 14 dias para a venda do aplicativo e o prazo expiraria nesta sexta-feira (27). Com o adiamento, o novo prazo para as negociações termina em 4 de dezembro.

A ordem inicial para que o app fosse vendido ocorreu em agosto, após o presidente norte-americano, Donald Trump, prometer banir o TikTok, caso sua operação nos Estados Unidos não passasse a uma empresa local.

Sob pressão do governo dos EUA, a ByteDance está em negociações há meses para finalizar um acordo com o Walmart e a Oracle para transferir os ativos da TikTok nos EUA para uma nova entidade. O Tesouro norte-americano não comentou as tratativas divulgadas nesta quarta-feira (25).

O presidente norte-americano acusa o aplicativo de compartilhar informações dos usuários com Pequim, algo que a ByteDance nega.

Novela do TikTok nos EUA

A "novela" do TikTok nos EUA se arrasta há pelo menos 4 meses. Um primeiro prazo para a venda de parte do aplicativo a empresas locais venceu em agosto. Apesar de, naquele mês, a proprietária do aplicativo, ByteDance, ter divulgado a intenção de negociar com a Oracle, nada se concretizou até agora.

Trump chegou a acenar positivamente para a proposta, mas o negócio segue à espera do aval do governo americano — o que envolve, também, a gigante do varejo Walmart.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.