Terça-feira, 20 de Outubro de 2020

Tecnologia
Terça-feira, 29 de Setembro de 2020, 14h:39

TECNOLOGIA

Amazon testa pagamentos com a palma da mão nos EUA

Sistema 'Amazon One' utiliza biometria para fazer a autenticação de dados do cartão de crédito. Empresa pretende disponibilizar tecnologia para outros setores, incluindo acesso a shows e escritórios.

G1

A Amazon anunciou nesta terça-feira (29) que realizará testes de uma tecnologia de biometria para autenticar pagamentos usando a palma da mão.

Chamado de 'Amazon One', o sistema irá identificar um cliente e os dados de cartão de crédito no momento em que a pessoa posicionar sua mão sobre uma estação com câmera.

A novidade estará nas lojas físicas da empresa em Seattle, nos EUA, que já contam com sistemas de pagamento que dispensam caixas.

O dispositivo poderá ser usado pelas pessoas que não quiserem colocar as compras no carrinho automatizado ou não tiver o app da loja.

Quem optar pela autenticação da palma da mão não precisa ter uma conta na Amazon: ao chegar na loja, é necessário fazer o cadastro da palma da mão em um dos aparelhos, inserir o cartão de crédito e associar número de telefone.

Esses dados podem ser apagados no site do Amazon One. A companhia defende que a palma da mão traz mais benefícios de privacidade em relação a outras tecnologias como o reconhecimento facial, embora precise construir um banco de dados com informações de clientes.

"Você não pode determinar a identidade de uma pessoa olhando para uma imagem da palma de sua mão", disse Dilip Kumar, vice-presidente de negócios físicos da Amazon.

"Também exige que uma pessoa faça um gesto intencional ao colocar a palma sobre o dispositivo para realizar a autenticação", completou.

Segundo a empresa, esse tipo de autenticação biométrica é segura, já que cada pessoa tem características únicas na mão que formam uma espécie de “assinatura digital”.

A Amazon vai expandir os testes em mais de suas lojas nos próximos meses, mas planeja oferecer essa nova autenticação em outros setores.

O sistema pode ser utilizado para substituir ingressos em shows e estádios ou crachás de acessos em empresas, por exemplo.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.