Servidores estaduais do Rio fazem campanha para arrecadar alimentos

Imagem da Agência Brasil

O Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (Muspe), do Rio de Janeiro, iniciou a campanha Servidor sem salário, tem fome!, para arrecadar alimentos para os servidores públicos que estão com os salários atrasados. O intuito é de ajudar os funcionários ativos, inativos e aposentados que estão recebendo hoje (12) a última parcela  do salário  de abril e que não têm prazo para receber o salário de maio e junho.

Para Tais de Andrade que trabalha na Defensoria do Muspe, a situação é assustadora. “Tem pessoas que não receberam nem o décimo terceiro inteiro. Isso fora os que não receberam nada de maio e nem de junho. Tem pessoas em dívida só para ter o que comer em casa”, disse.

O presidente da Associação dos Servidores do Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj), órgão vinculado à Secretaria de Ciência e Tecnologia, Vittorio Lo Bianco, apoia a campanha do Muspe e espera um resultado positivo da ação.

“Essa campanha é muito positiva para os servidores das categorias que estão sem receber. Já são quatro salários atrasados, estamos sem vale-transporte e sem vale-refeição. Muitos servidores estão endividados, doentes e deprimidos. Nem mesmo o secretário [de Ciência e Tecnologia], Pedro Fernandes, aguentou e pediu demissão ontem”.

O secretário Pedro Fernandes pediu demissão nesta terça-feira (11), justificando que não concorda com a atitude do estado de pagar algumas categorias enquanto atrasa o salário de outras.

Os alimentos não perecíveis (arroz, feijão, macarrão, farinha, fubá, sal, açúcar, leite em pó), além de  itens de higiene pessoal, podem ser entregues de segunda-feira a sexta-feira no Sindicato de Estadual dos Profissionais de Educação; na Coligação dos Policiais Civis; Universidade Estadual do Norte Fluminense, em Campos; e no Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário. A primeira distribuição será neste sábado (15). As informações são da RadioAgência Nacional.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*