Rollemberg lança projeto para expansão da malha cicloviária no DF

Imagem da Agência Brasil

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, lançou, nesta quarta-feira (9), a rede integrada +Bike, no Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Brasília (UnB) . O projeto prevê a ampliação oo número de ciclovias e a expansão do sistema de bicicletas compartilhadas, além de outras vantagens para os ciclistas.

A estratégia tem como foco resolver um problema de descontinuidade entre as ciclovias da cidade. Para tanto, o governo disponibilizará uma rede integrada para facilitar a o deslocamento dos ciclistas. Rollemberg explicou que, além das ciclovias que serão usadas como meio de deslocamento, entram no projeto as que são destinadas ao lazer.

Atualmente, Brasília tem 420 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas. Com a ampliação, a cidade terá 210 quilômetros de ciclovias, o que corresponde a uma ampliação de 50% da área. O projeto prevê aumentar, até 2022, a malha de  ciclovias para 1,2 mil quilômetros.

Também estão previstas no projeto de expansão, 45 estações para o sistema de bicicletas. Além das que já existem, o governo entregará mais cinco estações na UnB e três na Praça dos Três Poderes.

O plano inclui ainda a atualização do aplicativo, disponível para Android e iOS, e que será renomeado para Bike. A novidade no aplicativo é a nova tarifa diária, com valores de R$ 3 e de R$ 6 por mês, além da tarifa anual, de R$ 10, o que pode ser uma opção para turistas ou para aqueles que querem usar a bicicleta por menos tempo. As informações são da Agência Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*