Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020

Política
Segunda-feira, 15 de Junho de 2020, 13h:47

PROLIFERAÇÃO DO VÍRUS

Lockdown é necessário em cidades estratégicas

Já, nas mais de 40 cidades do Estado que sequer têm pessoas contaminadas, esta possibilidade seria descartada

NOTICIA MAX

O governador Mauro Mendes (DEM) avaliou que é necessário realizar o lockdown em pontos estratégicos de Mato Grosso. A informação foi divulgada durante uma entrevista à Rádio Capital.

Segundo o governador, o método seria tomado pelos prefeitos, já que os mesmos são quem sabem o total de casos de pessoas contaminadas no município pelo novo coronavírus, a covid-19. Já nas mais de 40 cidades do Estado que sequer têm pessoas contaminadas, esta possibilidade seria descartada.

Para Mauro, o fechamento do comércio no início do aparecimento dos casos foi “errado”, pois ainda não havia registro de mortes e nem mesmo lotação nos hospitais nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s).

Agora que o sistema de saúde está começando a lotar e agora é que deveria parar para que o sistema de saúde não caminhe para o estrangulamento

“Houve paralisação muito cedo, e isso causou um dano pra vida das pessoas, além das pequenas e microempresas. Agora que o sistema de saúde está começando a lotar e agora é que deveria parar para que o sistema de saúde não caminhe para o estrangulamento”, disse.

Ainda conforme Mauro, a decisão da adoção do lockdown no mundo todo já foi comprovada como a única maneira de evitar o aumento de casos da doença.

BALANÇO
Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (1.332), Várzea Grande (397), Rondonópolis (346), Primavera do Leste (191), Tangará da Serra (187), Confresa (165), Sorriso (140), Lucas do Rio Verde (137), Sinop (112), Barra do Garças (95), Campo Verde (93), Nova Mutum (78), Pontes e Lacerda (76), Jaciara (52), Cáceres (50), Rosário Oeste (45), Sapezal (44), Alta Floresta (43), Querência (41) e Tapurah (39).

RECOMENDAÇÕES
Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

- Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.