Quarta-feira, 27 de Maio de 2020

Política
Quarta-feira, 11 de Março de 2020, 14h:20

Eduardo pede a Jair que retire orçamento que Jair enviou

Após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) subir o tom e dizer publicamente que se o Congresso rejeitar os Projetos de Lei do Congresso Nacional (PLN), as manifestações do próximo dia 15 podem não acontecer, os congressistas resolveram não analisar os projetos até lá. Paralelo a este movimento está um documento assinado por senadores e deputados, incluindo Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, pedindo que o chefe do Executivo retire os PLNs que ele mesmo enviou para o Congresso.Este documento está assinado por 31 congressistas, sendo sete senadores. Assinaram o manifesto os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Álvaro Dias (Podemos-PR), Eduardo Girão (Podemos-CE), Flávio Arns (Rede-PR), Major Olímpio (PSL-SP), Mara Gabrilli (PSDB-SP), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), e os deputados Aluízio Mendes (PSC-MA), Adriana Ventura (Novo-SP), Alê Silva (PSL-MG), Bia Kicis (PSL-DF), Bibo Nunes (PSL-RS), Coronel Chrisóstomo (PSL-RO), Daniel Coelho (Cidadania-PE), David Soares (DEM-SP), Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), General Girão (PSL-RN), Gilson Marques (Novo-SC), José Nelto (Podemos-GO), Junio Amaral (PSL-MG), Lucas Gonzales (Novo-MG), Lucas Redecker (PSDB-RS), Marcel Van Hatten (Novo-RS), Marcelo Calero (Cidadania-RJ), Major Fabiana (PSL-RJ), Pedro Cunha Lima (PSDB-PB), Rubens Bueno (Cidadania-PR), Sargento Fahur (PSD-PR), Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), Tabata Amaral (PDT-SP) e Tiago Mitraud (Novo-MG).

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.