Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019

Política
Quinta-feira, 13 de Junho de 2019, 16h:07

A Máscara Caiu Pelas Mãos

Deputada pede investigação sobre vazamento de conversas e diz que máscara de Moro caiu

Fonte: Olhar Direto

Divulgação

“O Brasil precisa usar todos mecanismos jurídicos e parlamentares para que os fatos sejam devidamente esclarecidos”. O pedido é da deputada federal Rosa Neide (PT) em relação às conversas vazadas de um aplicativo de mensagens, atribuídas ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, e ao procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato. De acordo com ela, os vazamentos derrubaram máscaras. 

Para a parlamentar, as mensagens publicadas pelo site The Intercept Brasil no último fim de semana deixaram claro que o ex-juiz federal e os procuradores da Lava Jato ultrapassaram as fronteiras da legalidade e do estado democrático de direito.

“A máscara caiu pelas mãos do The Intercept Brasil. Sérgio Moro que deveria julgar com isenção, ajudou e chegou a dar dicas para a parte acusatória. Cometeram crimes contra a liberdade de Lula, contra o direito de defesa e o devido processo legal e, principalmente, contra a soberania do povo no processo eleitoral”, disse.

Assim como Rosa Neide, o presidente do PT em Mato Grosso, deputado Valdir Barranco, defendeu a exoneração imediata de Sérgio Moro. De acordo com Barranco, a publicação das conversas de Moro expôs a parcialidade da força-tarefa da Lava Jato.

“Não é surpresa, mas nós queremos que seja tomada providência porque a justiça nesse momento está nua e o Supremo [Tribunal Federal] também está afetado, o Ministério Público está sem credibilidade, o Moro precisa pedir renuncia, precisa pedir exoneração imediatamente”, afirmou.

O também deputado estadual, Ludio Cabral (PT) classificou o vazamento das conversas como .provas concretas de suspeição. “São mais provas da suspeição dos agentes da Justiça que deveriam ter imparcialidade nesse processo todo. São provas concretas, uma série de ilegalidades foram cometidas pelo que demonstram as mensagens. O partido [PT] deve continuar, como já vinha fazendo com outras provas, pedindo anulação do processo contra Lula”, avaliou.

O site The Intercept divulgou no ultimo domingo (9) trechos de mensagens atribuídas a procuradores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba e ao então juiz Sérgio Moro extraídas do aplicativo Telegram.

De acordo com o site, as informações foram obtidas de uma fonte anônima. A publicação diz que procuradores, entre eles Deltan Dallagnol, trocaram mensagens com Moro sobre alguns assuntos investigados.

Em nota, Moro lamentou que a reportagem não indicasse a fonte das informações e o fato de não ter sido ouvido. Segundo ele, no conteúdo das mensagens que citam seu nome, "não se vislumbra qualquer anormalidade ou direcionamento da atuação enquanto magistrado, apesar de terem sido retiradas de contexto e do sensacionalismo das matérias, que ignoram o gigantesco esquema de corrupção revelado pela Operação Lava Jato".

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.