Domingo, 09 de Agosto de 2020

Polícia
Sexta-feira, 31 de Julho de 2020, 15h:23

Polícia

Família nega que áudio seja de PM morto

A suspeita é que o áudio seja de outro bandido envolvido no crime, e que foi atribuído erroneamente ao militar.

REDAÇÃO

REDAÇÃO

A família do soldado Oacy da Silva Taques Neto, um dos mortos durante confronto com o Batalhão de Operações Especiais (Bope), nega que o áudio que circulou nas redes sociais afirmando ser do militar, não seria de Oacy.

Segundo a família, Taques também não tem nenhum filho chamado João Pedro, como citado na gravação, e sim um casal, Pietro e Isabelle. Além disso, que o jovem não teve nenhum relacionamento com uma mulher chamada Alane e o mesmo era casado com outra mulher.

A suspeita é que o áudio seja de outro bandido envolvido no crime, e que foi atribuído erroneamente ao militar.

Taques era lotado no 3º Batalhão de Polícia Militar, Base Bosque da Saúde, e estava de folga regulamentar na quarta-feira, dia do confronto e morte.

Caso

No áudio, o soldado fala que trata-se de uma situação que ele não pode escapar, mas que se tudo der certo nunca mais vai precisar fazer nada de errado na vida.

Mas, pede para a amiga que se acontecer alguma coisa com ele para ela dizer para uma mulher chamada Alane e para o filho que ele os ama muito. Fala ainda para pedir desculpas à Alane.

Taques estava entre os seis bandidos que se preparam para uma grande ação criminosa e acabaram morrendo em uma troca de tiros. Os seis estavam em dois carros sendo um deles blindado.

Além de Taques, foi identificado o filho de um sargento da Polícia Militar Leornardo Vinícios Pereira de Moraes, que roubou a arma do pai antes de sair de casa.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.