Quarta-feira, 03 de Junho de 2020

O Bocão
Sábado, 23 de Maio de 2020, 11h:44

"RASGUEM A CONSTITUIÇÃO"

Taques defende apreensão do celular de Bolsonaro e chama ofício de general de bilhetinho

Diversos políticos, sociológos, filosófos e pensadorem usaram as redes para se posicionar contra ou em favor do governo Bolsonaro

REPÓRTER MT

O ex-governador Pedro Taques (PSDB) usou as redes sociais para atacar o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Heleno, na sexta-feira (22). Ele criticou a postura do ministro em ir contra à apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e chamou o ofício de Heleno de “bilhetinho”. 

“Esse bilhetinho do general Heleno é típico daqueles que pensam e agem como se estivessem acima da Constituição da República e das Instituições nela estabelecidas”, escreveu Taques. 

Na tarde de sexta, vieram à tona documentos e a gravação de uma reunião do presidente com os seus ministros, o que gerou muito burburinho. Diversos políticos, sociológos, filosófos e pensadorem usaram as redes para se posicionar contra ou em favor do governo Bolsonaro.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.