Quarta-feira, 08 de Abril de 2020

O Bocão
Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020, 08h:54

Bolsonaro Critica Liberação Do Corpo Do Ex-PM

Presidente pediu uma ‘perícia isenta’

Fonte: Poder 360

Sérgio Lima/Poder360

O presidente Jair Bolsonaro questionou “a quem interessa não haver uma perícia independente” no caso da morte de Adriano da Nóbrega. A pergunta foi feito pelo Twitter na manhã desta 3ª feira (18.fev.2020). O ex-policial militar, suspeito no caso Marielle, morreu em 9 de fevereiro depois de troca de tiros com policiais militares na zona rural de Esplanada, na Bahia.

De acordo com o blog de Lauro Jardim, do jornal O Globo, o TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) decidiu que não há mais necessidade de preservar o corpo do miliciano e nem de fazer novos exames periciais. A sentença seria da última 2ª (17.fev) é atribuída ao juiz Gustavo Kalil da 4ª Vara Criminal do TJ-RJ.

Na semana passada, a Justiça havia proibido a cremação do corpo de Nóbrega.

Reprodução/Twitter @jairbolsonaro – 18.fev.2020

Adriano da Nóbrega

O ex-capitão da Polícia Militar do Rio de Janeiro Adriano Magalhães de Nóbrega (1977-2020) era acusado de praticar diferentes atividades ilegais. Ele agia mantendo relações com a milícia do Rio, segundo investigações em curso, com o jogo do bicho, máquinas caça-níqueis e até contratação profissional de homicídios. Nenhuma dessas acusações, entretanto, ainda havia sido comprovada quando o PM foi morto em 9 de fevereiro de 2020.

O ex-policial foi condecorado por Flavio Bolsonaro em 2005, quando cumpria pena. Em 2004, Adriano foi preso preventivamente acusado pelo homicídio de 1 guardador de carros. À época, de acordo com o presidente, Nóbrega era 1 “herói da Polícia Militar”.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.