Domingo, 31 de Maio de 2020

O Bocão
Sexta-feira, 22 de Maio de 2020, 14h:51

"Fake news"

"Fake news"

Shopping de Cuiabá nega que esteja fechando as portas

Midia News

O Goiabeiras Shopping negou nesta sexta-feira (22) que irá fechar as portas definitivamente por problemas financeiros.

 

Segundo nota enviada pela assessoria de imprensa do centro de compras, as especulações são “sensacionalistas e irresponsáveis” e "demonstram falta de respeito com o empreendimento e lojistas".

 

O shopping, com mais de 30 anos de história, diz que aguarda determinação da Prefeitura de Cuiabá para voltar ao funcionamento, que está suspenso por conta da pandemia de Covid-19.

 

Veja a nota na íntegra:

 

O Goiabeiras Shopping, pioneiro no estado, com mais de 30 anos de história em Cuiabá, desmente as informações sobre o fechamento definitivo de suas portas, conforme publicado por um site da Capital.

 

Vale ressaltar que as informações não passam de especulações sensacionalistas e irresponsáveis que demonstram falta de respeito com o empreendimento e os lojistas, geradores de emprego e renda em Cuiabá.

 

O Goiabeiras é administrado pela AD Shopping, empresa responsável pela gestão de mais de 30 shoppings em todo o país, 5 mil lojas e R$ 6,5 bilhões em vendas. O patrimônio administrado é de R$ 5,6 bilhões.

 

A retomada das atividades do shopping está somente aguardando a autorização da Prefeitura de Cuiabá, uma vez que foram suspensas há mais de um mês devido à pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

 

Por fim, o Goiabeiras esclarece que nunca se absteve de prestar esclarecimentos e informações à sociedade e aos veículos de comunicação. No entanto, não foi consultado sobre o assunto divulgado, mas reitera que manterá suas atividades com todas as medidas preventivas de segurança e higienização, tão logo seja permitido pelo poder público.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.