Quarta-feira, 27 de Maio de 2020

O Bocão
Quarta-feira, 01 de Abril de 2020, 17h:33

R$ 550 MILHÕES

Assembleia aprova empréstimo e mensagem segue para sanção de Mendes

Fonte: Midia News

Divulgação

Por 21 votos favoráveis e uma abstenção, os parlamentares da Assembleia Legislativa aprovaram, em segunda votação, a mensagem que autoriza o Governo de Mato Grosso a contrair um empréstimo de R$ 550 milhões para construção de pontes no Estado.

Com a aprovação, o projeto segue para sanção do governador Mauro Mendes (DEM).

A sessão que aprovou a mensagem ocorreu na manhã desta quarta-feira (1º) por meio de videoconferência. 

A mensagem permite que o Executivo faça uma operação junto à Caixa Econômica Federal para a construção de 4 mil pontes pequenas – em parceria com municípios – e outras 100 pontes de grande porte, executadas pelo próprio Governo.

 

Com a economia desacelerada, essas obras ajudarão a garantir centenas de empregos diretos e indiretos na construção civil

Conforme o texto, a contratação das operações de crédito será no âmbito do Programa Finisa – Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento na Modalidade Apoio Financeiro.

O financiamento, no valor de até R$ 550 milhões, prevê recursos para obras de infraestrutura e aquisições de equipamentos rodoviários.

“Superar crise”

 

O secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho saiu em defesa do empréstimo nesta semana. 

Conforme Carvalho, o recurso seria fundamental para contribuir para a geração de emprego e desenvolvimento do Estado em um período pós-crise da pandemia gerada pelo novo coronavírus.

“É importante esclarecer que esses investimentos são um fator primordial justamente para que o Estado possa continuar a se desenvolver e superar a pandemia”, afirmou o secretário ao MidiaNews.

“Com a economia desacelerada, essas obras ajudarão a garantir centenas de empregos diretos e indiretos na construção civil, além de impulsionar a compra de insumos, maquinário e as demais atividades de indústria e comércio das regiões beneficiadas”, completou.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.