Nova espécie de anfíbio é descoberta no Brasil

Imagem do portal Brasil

Uma nova espécie de anfíbio foi descoberta na Reserva Biológica (Rebio) de Pedra Talhada, entre Alagoas e Pernambuco. A perereca, de cor predominantemente verde com pontos amarronzados nos membros, pode chegar até 29 centímetros de comprimento.

Outra característica física do animal é uma linha escura na região dorso-lateral desde a ponta do focinho até a virilha. Alguns indivíduos também possuem pontos marrons escuros ao longo do dorso e dos membros.

A espécie recebeu o nome científico de Sphaenorhynchus cammaeus, que significa “pedra esculpida preciosa de duas cores”. O nome faz referência à coloração do animal e ao fato de a descoberta ter sido feita na Rebio de Pedra Talhada, que é de administração do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e que é também uma das áreas com maior riqueza de anfíbios na Mata Atlântica do Nordeste do Brasil.

De acordo com os pesquisadores que descobriram o anfíbio, por enquanto, a espécie só é encontrada na lagoa do Junco, uma das áreas de vegetação mais conservada da Rebio de Pedra Talhada, a cerca de 850 metros de altitude.

A perereca se reproduz em junho e julho, no início da estação chuvosa. Os machos vocalizam na vegetação aquática da lagoa, principalmente no horário entre 16h e 23h.

Biodiversidade

Até o momento, foram registradas 43 espécies de anfíbios anuros na Reserva Biológica de Pedra Talhad. “Essa nova descoberta demonstra a importância da realização de pesquisas na unidade de conservação e de medidas de proteção e divulgação da biodiversidade que existe no local”, afirmou o chefe da Rebio, Jailton Fernandes.

Além de proteger um dos maiores fragmentos de Mata Atlântica do interior de Alagoas e Pernambuco, a reserva é considerada, também, um importante centro de endemismo de aves, dentre elas, algumas ameaçadas de extinção, como o gavião-pomba (Leucopternis lacernulatus), o uru-do-nordeste (Odontophorus capueira plumbeicollis) e o pica-pau-anão-dourado (Picumnus exilis pernambucensis) As informações são do portal Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*