27 de Abril de 2017

Facebook Twitter Google Plus rss
Mapa do Brasil
Quinta, 19 de janeiro de 2017, 14h10 Tamanho do texto A- | A+


MUNDO PET / Carinho

Cães evitam pessoas negativas

Science Direct.

Clique para ampliar

Já na segunda situação, outro ator foi orientado a se recusar a ajudar e a se afastar da cena. O cão também se manteve em estado de observação.


BRN

Se você é dono de um cão, já deve ter percebido que seu bichinho de estimação gosta de algumas pessoas e não suporta outras. Isso pode acontecer por causa da capacidade dos cachorros de fazerem uma avaliação emocional de cada ser humano com quem têm contato. Na prática, isso significa que os cães tendem a evitar pessoas negativas.

 

Um estudo realizado em 2015, no Japão, comprovou que os cães interagem de forma diferente com cada pessoa. Eles constroem uma percepção própria da imagem de cada ser humano e passam a evitar aquelas pessoas que transmitem uma energia ou comportamento negativo.

 

O estudo japonês

 

Os pesquisadores japoneses apontaram que os cães domésticos avaliam a maneira como os seres humanos interagem uns com os outros. O estudo realizou duas condições experimentais para analisar o comportamento dos animais.

 

Na primeira situação, o proprietário do cão tentou abrir um recipiente para pegar um objeto e, em seguida, solicitou a ajuda de um ator. Nessa condição, o cão assistiu à cena sem interação, apenas observando enquanto o ator tentava ajudar seu dono.

 

Já na segunda situação, outro ator foi orientado a se recusar a ajudar e a se afastar da cena. O cão também se manteve em estado de observação.

 

Após as duas diferentes interações, os dois atores ofereceram comida ao cão. Neste teste, o cachorro escolheu o alimento daquela pessoa que ajudou seu dono.

 

Resultados e conclusões

O estudo mostrou que os cães têm uma aversão às pessoas que se comportam negativamente, que neste teste foram representadas pelo ator que se recusou a ajudar seu proprietário. Isso demonstra que os cães são sensíveis aos fatos que afetam a rotina de seus donos e que eles têm uma tendência maior a gostar das pessoas com as quais seus proprietários mantêm boas relações sociais.

 

 

As principais descobertas deste estudo foram:

· Os cães evitaram comer a comida oferecida pelo ator que se recusou a ajudar seus donos;

 O ator que agiu de forma gentil e solícita conquistou a afeição do cachorro mais rapidamente.

O estudo foi conduzido por uma equipe de pesquisadores da Sociedade para a Promoção da Ciência do Japão. Os nomes envolvidos neste estudo são: Chijiiwaa Hitomi, Hika Kuroshimaa, Horia Yusuke, James R. Andersona, Kazuo Fujita.

A pesquisa foi realizada em Tóquio. A conclusão é que os cachorros apresentam verdadeira empatia por seus donos e reagem a tudo o que acontece a eles no dia a dia.

 

 



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Enquete

Quantas vezes você já doou sangue?

Uma vez

Duas vezes

Três ou mais

Nunca

  • Parcial Votar

PREVISÃO DO TEMPO

NEWSLETTER

Preencha o formulário abaixo para
receber nossa newsletter:




Copyright © 2014 Brasil Notícia - Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização por escrito dos responsáveis.