Lula diz que não sabia de suposta influência de Cunha sobre FI-FGTS

Imagem da Agência Brasil

O ex-presidente Lula disse à Justiça Federal, em Brasília, que na época do seu governo não tinha conhecimento sobre a influência do deputado cassado Eduardo Cunha na Caixa Econômica Federal .

Ele também negou que a indicação do ministro Moreira Franco para a vice-presidência na Caixa, em 2007, tenha partido do presidente Michel Temer, e sim que foi uma decisão do PMDB.

Lula prestou depoimento como testemunha de defesa indicado pelo advogado de Eduardo Cunha. O depoimento do ex-presidente foi rápido, menos de 10 minutos.

O processo acusa Cunha de receber R$ 52 milhões de reais das empresas OAS, Odebrecht e Carioca para aprovar, junto à Caixa, o financiamento que revitalizou o porto do Rio de Janeiro para a Olimpíada. Projeto que Lula afirmou só ter conhecido por meio da imprensa.

A audiência foi realizada em Brasília, mas Lula prestou depoimento por meio de videoconferência em São Paulo.

O ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, também prestou depoimento nessa terça-feira  (4), mas a pedido da defesa do operador Lúcio Funaro. Os dois estão presos.

O empresário afirmou que ouvia falar da influência de Cunha sobre a Caixa.

Fábio Cleto é  ex-vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa. Ele fez um acordo de delação premiada  e afirma que Cunha recebia  propina  para  a liberação de verbas do FI-FGTS.  As informações são da RadioAgência Nacional.
Exibindo central.PNG

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*