Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021

Justiça
Segunda-feira, 08 de Fevereiro de 2021, 14h:47

Operação BBPag

MPE apura depósitos feitos pelo TCE a empresário investigado

Lucival Candido do Amaral está envolvido em esquema na Conta Única do Estado

Fonte: Midia News

MidiaNews

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou um inquérito civil para investigar possível improbidade administrativa ocorrida em pagamentos feitos pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) ao empresário Lucival Candido do Amaral, proprietário da factoring LD Fomento Mercantil. 

Lucival está envolvido em um esquema que teria desviado R$ 85 milhões da Conta Única do Estado, desmantelado pela Operação BB-Pag, da Polícia Civil.

O inquérito foi aberto pelo promotor de Justiça Mauro Zaque, do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, na semana passada.

Consta na portaria que os pagamentos supostamente irregulares foram feitos entre 2008 e 2012. Segundo a portaria, a estimativa de prejuízo aos cofres públicos é de R$ 128,3 mil, sem correção monetária.

Zaque pediu à juíza Ana Cristina Silva Mendes, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, que compartilhe as provas da ação penal decorrente da Operação BB-Pag, à qual Lucival, responde para instruir o inquérito.

Lucival seria o maior beneficiário do esquema na Conta Única do Estado. Conforme a Polícia Civil, somente ele teria recebido cerca de R$ 28,7 milhões.

Operação BBPag

Conforme a Polícia Civil, o esquema se dava através do BBPag, sistema eletrônico disponibilizado pelo Banco do Brasil. O dinheiro supostamente desviado era repassado diretamente da Conta Única às pessoas jurídicas que tinham vínculo com o Estado, como também as que não tinham.

Parte do valor era sacada pelos envolvidos e a outra parte era transferida para pagamentos de contas, como carros, casas, viagens e outros materiais.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.