A acusação vai completar três anos em maio deste ano, mas ainda não houve a conclusão a investigação pela Polícia Federal nem a apresentação da denúncia pelo Ministério Público Federal. O relator interino do caso é o ministro Paulo de Tarso Sanseverino, que substitui Fischer, de licença médica desde julho do ano passado em decorrência de embolia pulmonar.

Soraya Thronicke (PSL) poderá recorrer contra decisão de ministra que negou recurso para STJ julgar pedido de bloqueio de bens de Reinaldo (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

 

O MPE, a senadora Soraya e Danny Fabrício poderão ingressar com agravo interno contra a decisão da ministra Regina Helena Costa.

 

O ex-governador Zeca do PT negou que tenha iniciado o esquema de propina e se sustenta na falta de provas da acusação feita pela JBS. Apesar de ter sido réu no caso e da denúncia já ter sido protocolada, André refuta a suspeita e alega que a PF ainda não concluiu a investigação.

 

 

Reinaldo defende-se ao acusar os donos da JBS de “chefes de facção criminosa” e de estar sendo vítima de “picaretas”. Ele acusou o STJ de agir com fins eleitorais, já que seu adversário na época era um juiz.