Sábado, 11 de Julho de 2020

Justiça
Quarta-feira, 24 de Junho de 2020, 10h:28

SUCATEADOS

Deputado cobra reformas para sete Ciretrans da região oeste

As unidades precisam de investimentos para melhorar a estrutura de atendimento à população e um sistema de segurança para proteger o patrimônio de roubos e furtos

Redação

O deputado estadual Dr. Gimenez (PV) cobra do Governo do Estado reformas e outras melhorias em seis Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) da região oeste de Mato Grosso. Os investimentos visam propiciar melhor atendimento à população.

Entre os municípios que precisam de investimentos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) estão Cáceres (4ª Ciretran), Pontes e Lacerda (27ª Ciretran), Araputanga (39ª Cietran), Comodoro (42ª Ciretran), Jauru (43ª Ciretran), Sapezal (57ª Ciretran) e Vila Bela da Santíssima Trindade (59ª Ciretran).

“No ano passado, após intensa cobrança nossa, conseguimos reparos emergenciais à 23ª Ciretran de São José dos Quatro Marcos que estava com as instalações elétricas muito precárias. Um poste logo na entrada estava literalmente “amarrado” com uma corda, podendo cair a qualquer momento e gerar um grave acidente”.

Precisamos facilitar o acesso disponibilizando serviços mais próximos da localidade

Dr. Gimenez explica que a maioria das Ciretrans da região oeste possui instalações antigas, sem manutenção e precisando de ações básicas, como pinturas, consertos em portas, janelas, pisos, banheiros, bebedouros e mobiliário adequado, possibilitando assim maior conforto aos contribuintes que pagam altas taxas ao órgão arrecadador.

“Precisamos facilitar o acesso disponibilizando serviços mais próximos da localidade e evitando desgastes com o deslocamento até Cuiabá para legalizar veículos ou habilitar o condutor. Nesse sentido, precisamos de um atendimento de qualidade e eficiente, com estrutura física adequada, é o mínimo que o Estado pode oferecer”.

No ano passado, o parlamentar cobrou também do Governo do Estado a instalação de câmeras nos pátios e dependências das Ciretrans, para evitar a depredação do patrimônio, além impedir roubos e furtos de veículos apreendidos. Ele argumentou que era preocupante uma instituição desta magnitude não possuir um sistema básico de segurança.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.