Caldeirão Político

Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019, 09h:40

TJ cita alta periculosidade ofensiva e mantém prisão de integrante do Comando Vermelho

Olhar Direto

A Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) manteve a prisão de Valdislei Rogerio Mafra, acusado de fazer parte de um grupo que integrava o Comando Vermelho e praticava tráfico de drogas no município de Vera (a 460 km de Cuiabá). Em seu voto o relator, desembargador Rui Ramos, citou a alta potencialidade ofensiva de Valdislei.

O Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) ofereceu denúncia contra Ana Maria de Sousa, Alysson Henrique Pereira da Silva, Ana Drieli Aparecida da Silva, Carina Aparecida Nossal, Emanoele Pedrosa de Barros, Joel André de Lima, Vilma Romilda Mailer, Viviane Silva Pereira, Wellington Barbosa de Oliveira, Wender Pedroso de Barros e Valdislei Rogério Mafra, por promover, constituir, financiar ou integrar organização criminosa para a prática do tráfico de drogas, no município de Vera.
 
Os fatos foram apurados na “Operação Presente de Grego”. De acordo com o MP, o grupo integrava a facção criminosa Comando Vermelho, e contava com participação de pelo menos seis adolescentes, sendo que um deles era o “braço direito” da chefe do tráfico no município, Ana Maria de Sousa, conhecida como “Tia”.
 
A Segunda Câmara Criminal do TJ julgou na tarde desta quarta-feira (18) um pedido de habeas corpus interposto pela defesa de Glaison, que alegou constrangimento ilegal e pediu liberdade provisória ou imposição de medidas cautelares diversas da prisão.
 
O relator em seu voto citou o parecer do MPMT, que opinou pela manutenção em decorrência do indício de autoria e prova de materialidade, além da “alta potencialidade ofensiva” e os antecedentes criminais do detido. O desembargador então votou pela  manutenção da prisão e foi seguido pelos demais membros da câmara.
 
“Realidade existe, indício de autoria existe e, pelo que consta, integrante de organização criminosa voltada ao comércio de drogas, por eventuais condições que poderiam ter estou denegando a ordem”, disse o desembargador.
 
O caso
 
Onze pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso por promover, constituir, financiar ou integrar organização criminosa para a prática do tráfico de drogas, no município de Vera, distante 460 Km  de Cuiabá. De acordo com o inquérito policial, o grupo integrava o “Comando Vermelho” e contava inclusive com a participação de adolescentes. Os fatos vieram à tona, conforme o Ministério Público, na Operação “Presente de Grego”, realizada pela Polícia Civil.
 
Foram denunciados Ana Maria de Sousa, Alysson Henrique Pereira da Silva, Ana Drieli Aparecida da Silva, Carina Aparecida Nossal, Emanoele Pedrosa de Barros, Joel André de Lima, Valdislei Rogério Mafra, Vilma Romilda Mailer, Viviane Silva Pereira, Wellington Barbosa de Oliveira e Wender Pedroso de Barros. O MP também ingressou com representação contra os adolescentes pela prática de atos infracionais.


Fonte: Brasil Notícia

Visite o website: brasilnoticia.com.br