Quinta, 20 de abril de 2017, 07h02
Justiça rejeita denúncia do Ministério Público sobre tríplex atribuído a Lula

Da Redação

A decisão foi da juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo. Segundo a sentença da juíza, a absolvição é justificada por que a denúncia do Ministério Público de São Paulo é vaga e superficial.

 

Em 102 páginas de denúncia os promotores Cassio Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique de Moraes Araújo afirmam que várias pessoas foram lesadas pela crise financeira da BANCOOP e que o ex-presidente Lula teria recebido um apartamento tríplex do edíficio Solaris, no Guarujá, como contrapartida por contratados que a OAS teria assinado com a Petrobrás. Entre os réus que foram inocentados estão representantes da empreiteira OAS, da Cooperativa Habitacional dos Bancários, a Bancoop,  e o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto.

 

O ex-presidente Lula e a ex-primeira dama, Marisa Leticia também foram denunciados pelo Ministério Público, mas como no caso deles a ação foi desmembrada e enviada para o juiz Sérgio Moro, em Curitiba, o ex-presidente é o único que continua respondendo à ação do triplex do Guarujá. Para o advogado do ex-presidente, ajuda a mostrar que as acusações não tem procedência.

 

O depoimento de Lula no processo da LavaJato, em Curitiba, está previsto para o dia 3 de maio. As informações são da Radioagência Nacional.


Fonte: Brasil Notícia
Visite o website: http://brasilnoticia.com.br/