Caldeirão Político

Segunda-feira, 09 de Julho de 2018, 16h:33

O cenário político em Mato Grosso esquentou

Tem circulado na mídia falas da Juíza aposentada Selma Arruda, pré-candidata ao Senado Federal pelo PSL, que recuaria a candidatura caso o partido fechasse apoio com o Pré-Candidato ao Governo de Mato Grosso Wellington Fagundes (PR).

A então Juíza tem rodado o Estado pregando a sua moralidade e ética e caso a aliança for confirmado à imagem dela ficaria no mínimo aranhada, já que quando estava na ativa atuou no caso do ex- governador Silval Barbosa na época filiado ao MDB e hoje à sigla estaria apoiando Wellington. A pergunta é como ela explicaria estar apoiando um candidato ao governo que está coligado com um partido que tem em seu quadro uma pessoa que foi condenada por ela, já que esse foi um dos requisitos para aceitar a disputa ao pleito de 2018.

Ao que tudo indica o partido caminha para eminentes problemas, já que pessoas ligadas a Juíza afirmam que ela tem um temperamento forte e que dificilmente irá ceder e ir contra os seus princípios, inclusive em entrevista a um site de noticias ela disse que não irá “vender a alma” e coligar com partidos que tem restrições.

Na mesma entrevista o presidente Regional do PSL, Victório Galli afirma que existe a possibilidade da coligação se unir sim ao PR e que se a maioria decidir assim será feito e ainda disse que o cenário político não será definido levando em consideração apenas a opinião da Juíza, claramente podemos visualizar problemas.

Como a pré candidata tem falado muito sobre princípios morais e éticos, essa aliança iria causar estranhamento nos eleitores e formadores de opinião, já que vem de encontro a tudo que ela prega e também a sua fala de que não dividiria palanque com partidos que tem em seu meio pessoas que foram por ela condenadas, o que é o caso do PR, que está coligado com o MDB.

Com certeza a situação agrada e muito os seus concorrentes, já que Selma tem sido apontada como eleita, inclusive em sua rede social é comum ver pessoas incentivando e declarando apoio a magistrada e é considerada forte concorrente.

Todo esse barulho começou após surgir na mídia nacional à possibilidade do então Presidenciável, Jair Bolsonaro ter Magno Malta (PR) como vice, estamos de olho nessas alianças, ao que tudo indica a tão sonhada mudança política vai ficar para depois.

Parece que a Pré-candidata está em um beco sem saída, pois apesar de ser um nome forte, que tem se destacado e cada dia tem conquistado mais admiradores e seguidores, não tem força suficiente para evitar a aliança que está sendo desenhada, apesar de ser contra.

A corrida eleitoral ainda nem começou e já estamos presenciando os embates, empatia dos pré-candidatos, muita água ainda vai rolar, muitos ainda vão se juntar para saírem vitoriosos desse pleito, alguns já estão desesperados, a concorrência vem crescendo tem muito nome bom se despontando, vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos.

Termino essa reflexão com um trecho da entrevista da Juíza Aposentada, Selma Arruda á Rádio Capital FM, “Mantenho minha posição de não estar com o MDB e de até retirar minha candidatura caso seja imposto algo que não me ache confortável de permanecer. Não posso vender minha alma, pois entraria (na política) maculada”.

È essa posição que esperamos de todos os pré-candidatos, que não se juntem com os seus malfeitores, com aqueles que debateram e denunciaram durante os últimos 04 anos e que principalmente não voltem a atrás no desejo de implantar um novo modelo de política e principalmente que Não vacilem perante a sua ideologia democrática e honesta. Não aceite apoio de desonestos.

Ana Paula Barros é Jornalista e Funcionária Pública em Cuiabá.


Fonte: Brasil Notícia

Visite o website: brasilnoticia.com.br