Caldeirão Político

Terça-feira, 15 de Setembro de 2020, 15h:40

Precisamos pensar

Processo eleitoral é algo sério e deve ser tratado com a devida dimensão

MARCOS VIANA

Precisamos conversar sério.  Não podemos mais tratar algo tão importante como algo banal.

 

O processo eleitoral é algo sério e deve ser tratado com a devida dimensão e respeito.

 

Eu procuro ter empatia e me esforço sempre para  entender  o sentimento de desânimo da população em relação à política.  Mesmo assim a minha empatia jamais poderá ser interpretada como concordância.

 

- Jamais,  pois não concordo.

 

Quando escuto a malfadada frase do "todo político é corrupto" fico triste, sinto vontade de chamar a pessoa do lado e  conversar.

 

- Vocês,  amigos leitores,  devem estar me achando com síndrome de poliana.

 

Não sei se tenho ou não,  mas sei que a política é o único meio existente para manter a paz social.

 

Não se enganem. Sem a política só resta a violência.

 

O processo político serve para organizar as forças sociais.  Nossa sociedade é formada de vários grupos (várias tribos). Esses grupos estão divididos em duas classes: trabalhadores (aqueles que só dispõem de tempo) e os detentores do capital (aqueles que possuem capacidade financeira).

 

Não penso que uma classe merece mais respeito que a outras, pois nossa sociedade é  assim organizada e pronto.

 

As duas classes merecem respeito, pois têm sua importância. Mas não existem dúvidas de que uma não vive sem a outra. Não existe empreendedor sem trabalhador e, de outro lado, não existe trabalho sem o empreendedor.

 

Isso parece algo muito óbvio e de fácil compreensão,  mas na prática não é isso que ocorre.

 

Na prática, o trabalhador encontra-se em desvantagem em relação ao empreendedor.

 

Manter o equilíbrio é função da política. Todas as pessoas dependem da política para manter um nível satisfatório de felicidade,  tanto trabalhadores como empreendedores.

 

Quando alguém como eu escolhe disputar um cargo público não está dando adeus à vida honesta, não está escolhendo virar bandido.

 

Quando alguém que pensa como eu escolhe a vida pública, o faz por achar que a sociedade merece mais. Sei que poucos acreditam nisso, mas estão enganados.

Não há dúvidas de que o caminho para construir uma cidade mais feliz é o caminho da política, sendo a eleição o meio pelo qual iremos percorrer.

 

Sei que nosso atual sistema eleitoral é complexo, principalmente por causa do sistema proporcional. Isso, no entanto,  não poderá ser usado como justificativa.

 

O momento do voto tem algo de sagrado, pois naquele momento estamos fazendo uma escolha.  Estamos escolhendo como nossa cidade deverá ser, como será o curso de nossa história. Sim, é isso mesmo!

 

Basta olhar pra nossa história recente pra saber a importância do processo.

 

O Brasil de 2020 é totalmente diferente do Brasil de 2012.

 

Alguns dirão que está melhor e outros que piorou muito.   A única concordância é que mudou, e a mudança ocorreu em virtude da escolha feita na eleição.

 

Como disse no início, eleição é algo sério e precisa ser tratada como tal.

 

Não vou dizer, mesmo querendo dizer que sou eu, em quem vocês devem votar, pois isso seria muito arrogante e invasivo.

 

Todavia vou dar minha opinião em qual critério devemos adotar.

 

O melhor critério, penso eu, é escolher sempre candidatos e partidos que lutam pela melhoria das condições  de todos.

 

O que o candidato fala na época de campanha deverá importar muito pouco em comparação com a atuação do partido.

 

Veja os servidores públicos, por exemplo. Essa "tribo" votou em massa no atual presidente e hoje colhe toda sorte de maldades. Sofreram uma dura reforma da previdência e irão sofrer uma terrível reforma administrativa que trará prejuízos imensuráveis para todo o Brasil.

 

Escolham com calma e com sabedoria.

 

A eleição importa.

 

Marcos Viana é empresário.

Fonte: Brasil Notícia

Visite o website: brasilnoticia.com.br