Sábado, 30 de Maio de 2020

Governo
Quarta-feira, 11 de Março de 2020, 16h:33

Delação de Riva faz juiz suspender ação que investiga compra de vaga no TCE

O processo sobre a negociação de uma cadeira no Tribunal de Contas de Mato Grosso foi suspenso pelo Juiz Bruno D’Oliveira Marques, da Vara Especializada em Ação Civil Pública de Cuiabá nessa segunda-feira (9). A audiência que iria acontecer nessa quarta-feira (11) também foi desmarcada.

 

Conforme o juiz, a decisão teve como base a delação premiada do ex-deputado estadual José Riva. O acordo foi homologado pelo desembargador Marcos Machado, do Tribunal de Justiça, e pode subsidiar a tramitação do processo.

O cancelamento da audiência seria para que os ex-governadores Blairo Maggi e Silval Barbosa tomassem conhecimento da colaboração do ex-parlamentar.

Algumas das testemunhas da defesa são o senador Wellington Fagundes (PR) e os deputados estaduais Sebastião Rezende (PSC) e Wilson Santos (PSDB). O processo de investigação de improbidade administrativa iniciado em 2014 foi ajuizado pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPE), e aponta como a organização negociava as cadeiras do TCE.

 

De acordo com o processo, o conselheiro afastado Sérgio Ricardo teria pago até R$ 12 milhões pela compra da vaga no TCE. Ele assumiu a vaga do conselheiro aposentado Alencar Soares.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.