Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

Governo
Quinta-feira, 22 de Novembro de 2018, 15h:00

MATO GROSSO

De férias, Mendes grava vídeo e assegura que decisões de Taques poderão ser anuladas

Olhar Direto

Alair Ribeiro/MidiaNews

O governador eleito Mauro Mendes (DEM), que está viajando de férias com sua esposa, gravou um vídeo nesta quinta-feira (22) no qual afirma que, mesmo nesse período, sua equipe de transição permanece trabalhando. O objetivo da gravação, no entanto era outro: avisar, principalmente aos fornecedores do Estado, que todas as decisões tomadas pelo governador Pedro Taques (PSDB) nos últimos 90 dias de sua gestão poderão ser revisadas e até anuladas pelo seu Governo, a partir de janeiro de 2019.

“Uma administração séria precisa estar voltada para aquilo que melhor atende ao interesse público. E é pautado nesse compromisso que iremos analisar todas as decisões tomadas nos últimos 90 dias da atual gestão, avaliando possíveis revisões ou alterações, especialmente no que tange a contratos e licitações. Vamos aplicar as soluções mais econômicas e eficientes para melhorar a qualidade dos serviços prestados pelo Estado ao povo de Mato Grosso", declarou Mauro Mendes.

Ao todo, o Executivo entrou 2018 com uma dívida de cerca de R$ 2,8 bilhões. Deste valor, segundo o secretário de Fazenda Rogério Gallo, R$ 700 milhões correspondiam à folha de pagamento, que foi quitada em janeiro; R$ 1,7 bilhões de restos a pagar que estavam processados para pagamento; e R$ 1 bilhão de dívidas inaptas.

Em agosto,Taques tentou, por meio de decreto, parcelar as dívidas do Estado com fornecedores em até 11 vezes, mas foi barrado pela Assembleia Legislativa.  À época, um projeto elaborado por lideranças partidárias sustava os efeitos do decreto do Executivo. Na justificativa, o decreto do Legislativo citava a inconstitucionalidade da medida, que feria a Lei de Responsabilidade Fiscal ao deixar as dívidas para o próximo mandato.

Veja o vídeo:

 

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.