Segunda-feira, 01 de Junho de 2020

Governo
Sexta-feira, 20 de Março de 2020, 09h:24

Coronavírus e desabastecimento: veja perguntas e respostas sobre a questão dos alimentos no Brasil

A preocupação com o estoque de alimentos nos mercados é recorrente na pandemia de coronavírus. Imagens de prateleiras vazias e produtos em falta têm aparecido no mundo e passaram a ser registradas no Brasil.

Mas há riscos de faltar comida ou algum mantimento no país? A indústria está preparada para um aumento no consumo?

Com mais gente em casa, a quantidade de comida comprada semanalmente deve aumentar, mas não há necessidade de estocar alimentos. Pelo contrário, a prática desregula todo o sistema de abastecimento.

O G1 conversou com o Ministério da Agricultura, associações de produtores e distribuições de alimentos, bebidas e outros itens, especialistas em economia e em psicologia para responder às questões abaixo:

 

  • Por que alguns produtos estão faltando nos supermercados e farmácias?
  • Pode faltar comida?
  • O que é desabastecimento?
  • Há desabastecimento no Brasil hoje?
  • Não achei álcool gel. E agora?
  • Existe risco de desabastecimento?
  • Feijão e arroz estão a salvos?
  • Devo estocar alimentos, bebidas e produtos de primeira necessidade?
  • Por que as pessoas se desesperam?
  • Como fazer uma feira consciente?
  • Como manter a calma neste momento?

 

 

Por que alguns produtos estão faltando nos supermercados e farmácias?

 

Há casos de supermercados que estão registrando uma alta saída de produtos, como álcool e papel higiênico, e eventualmente o produto acaba na prateleira. A situação é pontual e não configura desabastecimento, uma vez que a matéria-prima ainda pode ser encontrada e a reposição é feita normalmente

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.