Domingo, 31 de Maio de 2020

Geral
Quinta-feira, 21 de Maio de 2020, 10h:47

TRANSMISSÃO DE AULAS

Secretaria de Educação publica edital de licitação

Até a finalização do processo licitatório a transmissão das aulas ficará suspensa

Redação

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos disse nesta quarta-feira (20) que, o Edital de Licitação, na modalidade Registro de Preço, para produção e transmissão das aulas EAD por canal de tv aberto deve ser publicado nos próximos dias. Por determinação do prefeito Emanuel Pinheiro não será feito um novo contrato, em caráter emergencial, a fim de aguardar a finalização do processo licitatório. A expectativa da gestão é de que o processo seja concluído no prazo de 30 dias. Nesse período, a transmissão das aulas via tv aberta estarão suspensas.

De acordo com o secretário de Educação, a ideia inicial era contratar, por dispensa de licitação, em caráter emergencial, um novo contrato emergencial até que a licitação fosse concluída. “Mas, para preservar a lisura e transparência de todo o processo, desde a contratação inicial até a nova licitação, o prefeito Emanuel Pinheiro decidiu não fazer um novo contrato emergencial. Ao invés disso estamos agilizando o novo processo licitatório”, esclareceu Alex Vieira Passos.

A licitação será realizada por Pregão Eletrônico. Após a publicação do Edital, ainda sem uma data definida.
Os veículos interessados terão prazo de sete dias para apresentar suas propostas, de acordo com o termo de referência (TR) que orienta a contratação dos serviços especializados para implantação do Programa @Portal da Escola Cuiabana de Educação à Distância, com a transmissão de aulas, por meio de tv aberta.

Serão 200 horas/aula, incluindo gravações externas e transmissões ao vivo, nos períodos da manhã, tarde e noite, totalizando quatro horas e meia de aulas por dia, por um prazo maior, até o final do ano. O contrato prevê estúdios, edição, transmissão e todos os equipamentos necessários para gravação e transmissão das aulas.

“Queremos implantar um sistema de ensino que inclua aulas e atividades à distância para que possamos minimizar os prejuízos pedagógicos aos nossos alunos. Por meio de multiplataformas estamos proporcionando o acesso dos estudantes ao currículo escolar durante o período de suspensão das atividades presenciais nas unidades educacionais, por conta da necessidade de isolamento social, para combater a expansão do coronavírus, de forma que essas aulas e atividades sejam válidas como carga letiva. Estamos diante de novas possibilidades de mediação, interação pedagógica e de formação de professores”, disse o secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos.

Ao falar sobre os resultados positivos do Programa @Portal da Escola Cuiabana, comprovado pelos depoimentos de pais, professores e alunos, e também pelo monitoramento de diretores, coordenadores e assessores pedagógicos, o gestor lamentou que as aulas via tv aberta ficarão suspensas a partir deste sábado (23). Mas disse que é uma decisão acertada do prefeito Emanuel Pinheiro, e a Secretaria de Educação vai intensificar as atividades nas plataformas disponíveis.

“É uma injustiça com os estudantes e os profissionais da Educação que tenhamos que suspender as aulas EAD via tv aberta mas vamos continuar trabalhando para levar a melhor educação possível aos nossos 53 mil alunos”, disse Alex Vieira Passos.

Transparência

“Fiquei angustiado quando veio a pandemia e tivemos que suspender as aulas, para cuidar prioritariamente da saúde e da vida das pessoas. Entretanto tomamos essa decisão baseada nas orientações das autoridades médicas e sanitárias. Naquele momento minha primeira preocupação e da primeira dama, Márcia Pinheiro foi com a alimentação escolar. Dos 54 mil alunos da rede, 18 mil são crianças que tem na merenda escolar a sua única alimentação diária. Criamos e a primeira dama coordenou junto com a Secretaria de Educação, a entrega dos kits da alimentação aos 18 mil alunos matriculados na rede atendidos pelo programa bolsa família e depois os kits pedagógicos. Suspendemos as aulas mas não o ensino aprendizagem e então buscamos uma maneira de diminuir ao máximo os prejuízos pedagógicos, através da implementação de aulas EAD, por meio de diferentes plataformas. O processo foi realizado com lisura e transparência, no menor preço apresentado. Agi assim e vou continuar agindo, com lisura, transparência e responsabilidade, até o final da minha gestão”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.