Segunda-feira, 19 de Abril de 2021

Geral
Segunda-feira, 01 de Março de 2021, 18h:48

Twitter

“Se algo me acontecer, já sabem”, dispara deputado sobre Eduardo Bolsonaro

Fonte: Congresso em Foco

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O deputado federal e vice-presidente nacional do PSL Julian Lemos (PSL-PB) foi ao Twitter nesta segunda-feira (1º) se dizer vítima da "Gestapo de Eduardo Bolsonaro". O parlamentar disse que o alvo "deles" é eliminar "moralmente, politicamente e até a vida dos que não se submetem a toda esta farsa" E completou: "Se algo me acontecer, já sabem. Eu sei como jogam, eu sei como fazem. E eles sabem que sei, são capazes de tudo"

Julian era aliado de Jair Bolsonaro durante a campanha em 2018, mas rompeu com o presidente. Na manhã de hoje, ele utilizou as redes sociais para compartilhar trecho de uma matéria do O Globo de dezembro de 2020, que aponta que a PGR iria apurar pagamentos em espécie de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a compra de imóveis no Rio de Janeiro.

No ano passado, o parlamentar fez diversas denúncias na imprensa contra o filho do presidente. Na ocasião, o congressista afirmou que eduardo usou recursos do fundo partidário para dar de entrada na compra de um apartamento.

Na publicação de hoje, o Julian diz que antes "causava  tristeza ser caluniado" por Eduardo Bolsonaro, mas hoje não mais. "Ontem, por exemplo, em seu perfil mais uma vez me chamava de traidor, mas claro, não pode me chamar de ladrão de auxílio, topa um debate sobre coisas que vi e ouvi ? Traidores e ladrões são vocês, você sabe", acusou.

O deputado questionou ainda se Eduardo se lembrava de "quando teve que sair correndo do apartamento do seu pai quando descobriram? Pois é, tu ainda olhou pra mim e disse...'Eu junto o dinheiro do auxílio para comprar um imóvel' mas você sabe onde morava, e eu também, você me acusa do que você é, traidor", disse.

Congresso em Foco procurou o deputado Eduardo Bolsonaro, mas ainda não teve resposta.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.