Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020

Geral
Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020, 22h:05

ELEIÇÕES 2020

Médico cuiabano quer priorizar Saúde como tema principal na Câmara Municipal

Nascido no hospital Santa Helena, Luiz Fernando morou em outras cidade brasileiras como São Paulo e Rio de Janeiro durante 20 anos para dedicar-se a sua formação profissional, concretizada na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Noticia Max

Noticia Max

O doutor Luiz Fernando Amorim, 42, é um apaixonado por Cuiabá, e por isso mesmo colocou seu nome à disposição do partido Republicano para disputar uma vaga na Câmara Municipal. Médico, especialista em ortopedia e traumatologia, casado há oito anos, evangélico e pai de dois filhos, ele diz que de forma até natural, tem a saúde pública como principal bandeira, com objetivo principal de promover melhorias no setor, ressaltando que isso se traduzirá em maior bem estar da população.

 

Nascido no hospital Santa Helena, Luiz Fernando morou em outras cidade brasileiras como São Paulo e Rio de Janeiro durante 20 anos para dedicar-se a sua formação profissional, concretizada na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Em 2010, retornou para Cuiabá e contribuiu de forma efetiva para diferentes ações sociais à saúde coletiva, como por exemplo, Ribeirinho Cidadão, em parceria com o Poder Judiciário, e projeto Médico Amigo, de sua autoria com outros amigos de profissão.

“Já me ofereceram escolas, postos de saúde, mas recusei, pois não queria ter vínculo algum com os governos municipais e estaduais, principalmente a política. Operei muito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), no Hospital Santa Casa”, disse ao Notícia Max.

 

O médico conta que seu maior reconhecimento é direcionado ao exercício de sua função, no entanto, sua intenção em participar ativamente da política foi baseada nas dificuldades enfrentadas em seu cotidiano, onde constatou a falta de um maior respaldo do Poder Público e a falta de representatividade no Legislativo municipal, com projetos de relevância que melhorem a estrutura principalmente das unidades básicas de saúde.

“Eu não era escutado pelo meu superior, secretário de saúde ou até o mesmo os prefeitos. Como cuiabano, via o exemplo de outras capitais, como Curitiba-PR, onde fiz minha especialização e a realidade era outra. Na Grande Cuiabá, a superlotação e organização dos hospitais públicos são muito inferiores. Cerca de 60% das fraturas dos pacientes podem ser tratadas com auxílio do gesso, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), não havendo a necessidade de direcionar as pessoas para os grandes hospitais, onde a lotação é muito maior, misturando com outras enfermidades que ali estão sendo tratadas”, elencou.

 

Conforme Amorim, as unidades de saúde de Cuiabá necessitam passar por uma reformulação, disponibilizando médicos de diferentes especialidades para descentralizar as demandas dos hospitais públicos, onde o fluxo de atendimento chega a ser muito maior.

 

“Quando pensamos em saúde pública e suas políticas, as coisas não andam bem, estão muito mal mesmo e com a situação da pandemia do novo coronavírus, se agravou ainda mais. A falta de medicamentos básicos disponíveis nos estoques dos hospitais é grande, o que acontece com os insumos também, pois já trabalhei na ponta, e sei como funciona”, explicou.

 

Ainda segundo Luiz Fernando, na Câmara há apenas um médico dentre os 25 vereadores, mas o tema não é tratado como prioridade perante a sociedade.

 

“Você não se sente representado. A população espera de mim, aqueles que têm conhecimento da minha pré-candidatura, que seja realmente feita a diferença caso seja eleito, com uma atuação eficiente, transparente e justa. A saúde precisa de uma maio representatividade no Legislativo, pois há um desfalque”, frisou.

 

Decorrente do momento atual, marcado pela crise sanitária, Luiz Fernando pretende manter um maior o contato com o público por meio da constância em suas redes sociais, reuniões de videoconferência, preservando pela vida de todos.

 

“Encontro algumas dificuldades. Mas os meios de comunicação vão nos ajudar muito no tratamento com essas questões. Espero que na véspera das eleições a tendência da doença esteja menor para que possamos, pelo menos, ter acesso às pessoas. Mas estou trabalhando muito, tenho minhas mídias sociais e estarei implantando reuniões virtuais e me expor um pouco mais para aqueles que desejam me conhecer”, finalizou.

 

Aos interessados em conhecer o trabalho desenvolvido pelo doutor Luiz Fernando Amorim, basta acessar suas redes sociais: Instagram, Facebook e Youtube.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.