Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

Geral
Quinta-feira, 13 de Setembro de 2018, 17h:21

"recuperação"

Mansão e lancha de Cabral não atraem compradores em leilão

Reprodução/TV Globo

Os principais itens do leilão de bens do ex-governador Sérgio Cabral, a mansão de Mangaratiba e a lancha, ficaram sem compradores. A venda aconteceu nesta quinta-feira (13), no auditório da Justiça Federal, no centro do Rio.

O valor mínimo da mansão estava estipulado em R$ 6,4 milhões e o da lancha R$ 3,2 milhões. O leiloeiro Renato Guedes sugeriu que os dois bens passem por uma nova avaliação judicial, para irem a um próximo leilão. Segundo Guedes, o mercado imobiliário está desaquecido e um bom valor para a mansão giraria em torno de R$ 5 milhões, pela média do mercado.

Foram arrematados os três carros blindados de Cabral: um Land Rover Discovery, por R$ 251 mil; um Land Rover Freelander, por R$ 156 mil; e um Hyundai Azera, por R$ 78 mil.

O comprador do Land Rover Discovery, um empresário do setor de saúde, que não quis se identificar, disse que o maior atrativo foi o carro ter blindagem nível 4, que suporta tiros de fuzil, e que raramente é permitida para o cidadão comum, mas que havia sido concedida a Cabral por ele ser chefe de um poder.

Também foram vendidos três apartamentos do operador de Cabral, Ary Filho, na Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca, de frente para o mar, por R$ 9 milhões.

Um lote de relógios importados, do ex-secretário Hudson Braga, foi arrematado por R$ 39,750 mil.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.