Domingo, 21 de Julho de 2019

Geral
Segunda-feira, 22 de Abril de 2019, 08h:02

MATO GROSSO

Faissal busca qualificação de mão de obras para população de Nobres

Redação

Assessoria

Moradores do município de Nobres (distante 124 quilômetros de Cuiabá), receberão o curso de qualificação de mão de obra em técnico de turismo, no segundo semestre de 2019. Ao todo serão ofertadas 40 vagas. O curso é totalmente gratuito.
O anúncio foi feito pelo secretário de estado de Ciência e Tecnologia( SECITEC), Nilton Borges Borgato, após articulação do deputado Faissal (PV). “É um município com potencial turístico e que precisa de pessoas qualificadas para receber bem o turista. E com isso, teremos melhoria da qualidade de vida da população com a ampliação de geração de emprego e renda”, avaliou o pevista.
O deputado esteve reunido com o secretário e levou a reivindicação que chegou ao seu gabinete através do vereador de Nobres, Gidalti Ferreira de Jesus.
O secretário Borgato admitiu que houve um erro de planejamento da secretaria que não incluiu a cidade no calendário de cursos e fez um compromisso de integrá-la. Para que curso seja ofertado a SECITEC vai buscar parceria com a prefeitura: “podemos oferecer o curso com professores e transporte e vamos buscar o apoio da prefeitura de Nobre para que ceda as salas de aulas suficiente ao atendimento dessa demanda. Acreditamos que no segundo semestre já daremos início ao curso” afiançou Nilton.
O vereador Gidalti Ferreira de Jesus destacou o apoio do deputado Faissal para o atendimento da demanda. Para ele, “é de suma importância para nosso município a capacitação de mão de obras uma vez que tem um grande potencial turístico. Mesmo registrando avanços com o turismo sustentável, sendo referência no segmento, Nobres precisa avançar ainda mais e para gerar mais empregos, renda e desenvolver o turismo, é necessário qualificar a mão de obra local”, concluiu.

 

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.