Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020

Geral
Terça-feira, 14 de Julho de 2020, 08h:43

APLICAÇÃO

Especialista alerta a importância da qualificação na aplicação da tóxina botulínica

A médica dra. Aline Dalávia explica que o procedimento se realizado da forma incorreta pode tirar a harmonia do rosto

Redação

Em alta entre os procedimentos estéticos mais procurados, a tóxina butolínica, mais conhecida como botox requer qualificação do profissional que for aplicar, para que o resultado seja satisfatório no paciente.

O procedimento é eficaz para retardar o envelhecimento, quando aplicado no músculo, o botox paralisa o movimento no local da aplicação evitando a formação das rugas e consequentemente a expressão fica suavizada e aparência natural e mais jovem. A duração do produto é de aproximadamente quatro meses.

Porém, mal aplicada, a toxina pode comprometer a harmonia da face. Caso seja injetada em um músculo errado, pode modificar as linhas faciais.

A médica dra. Aline Dalávia, da La` Derme Clinique cita alguns exemplos. “O paciente pode ter uma elevação exagerada do supercílio ou pálpebra caída, surgimento de nódulos, assim como o deslocamento da toxina botulínica para outras regiões”.

Dalávia complementa que, mesmo o procedimento sendo invasivo, não-cirúrgico, a aplicação da toxina botulínica deve ser realizada por mãos experientes. “Durante a minha trajetória sempre busquei qualificação, porque uma gotinha a mais, onde não deveria, pode ter um impacto no paciente”.

Com mais de 20 especializações na área de estética e cosmiátrica, a maioria realizada em outros estados, Dalávia adquiriu conhecimento o suficiente para elaborar seu próprio método, e decidiu compartilhar no curso “Hands On”.

“Essa é uma oportunidade para os médicos que moram em Mato Grosso, e querem se especializar na aplicação da toxina botulínica. Com a turma reduzida, a atenção com o aluno é redobrada. Primeiro vamos treinar no boneco, em seguida no paciente modelo”, explica a dra Aline.

A sala de aula está equipada conforme as regras da Organização Mundial de Saúde (OMS), cada aluno terá o seu local de estudo, com distanciamento, além dos protetores faciais, uso de luvas e álcool em gel.

O curso será realizado neste sábado (18), e entre os temas abordados estão: tipos de toxina (botox, botulift e dysport), mecanismos de ação, sorriso gengival, hiperidrose e muito mais.

Mais informações pelo telefone: (66) 99964-8003 ou acesse o site: https://draalinedalavia.com.br/

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.