Terça-feira, 14 de Julho de 2020

Geral
Segunda-feira, 01 de Junho de 2020, 08h:17

MUDANÇAS

Depois de ir parar na cadeia, presidente da OAB-MT pede licença

A presidência interina da entidade máxima da advocacia mato-grossense já está a cargo da vice-presidência Gisela Cardoso

Redação

Leonardo Campos, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT), que na semana passado chegou a ser levado a uma delegacia acusado de ter agredido sua própria esposa, Luciana Póvoas Campos, se licenciou da ordem por 30 dias. Ele confirmou o pedido de licença para tentar se reorganizar após o escândalo em suas redes sociais na noite de domingo. A presidência interina da entidade máxima da advocacia mato-grossense já está a cargo da vice-presidência Gisela Cardoso.

Sem entrar muito em detalhes, Leonardo Campos explicou apenas que o pedido de licença é para que possa ter tempo para cuidar de assuntos particulares. Ele deixou interinamente a atividade na Ordem no final da última sexta-feira.
“Informo que na última sexta-feira (29/05/2020) protocolei perante à diretoria da OAB-MT um pedido de licença da Presidência da instituição por 30 dias, para tratar de assuntos particulares. A OAB-MT, neste período, será Presidida pela Vice-Presidente Gisela Cardoso, com apoio dos demais diretores, com as orientações do Conselho Seccional”, disse.

Ao relacionar a saída com relação as crises conjugais e acusação na Lei Maria da Penha, “Capataz” como é conhecido disse que teve uma semana complicada e que os problemas com sua esposa foram apenas discussões normais de um casal.
“Minhas amigas e meus amigos, como sabem, a última semana foi muito dura para mim e minha família. Uma discussão de casal acabou se tornando pública, com contornos e versões que precisam ser melhor apurados. Como sabem, tomei o cuidado de protocolar perante a OAB-MT um expediente para que a entidade analise o caso e decida como entender mais adequado”, explicou.

Leonardo Campos negou que tenha agredido a sua esposa.
Veja a nota na íntegra

“Minhas amigas e meus amigos, como sabem, a última semana foi muito dura para mim e minha família. Uma discussão de casal acabou se tornando pública, com contornos e versões que precisam ser melhor apurados. Como sabem, tomei o cuidado de protocolar perante a OAB-MT um expediente para que a entidade analise o caso e decida como entender mais adequado.

Feito isso, informo que na última sexta-feira (29/05/2020) protocolei perante à diretoria da OAB-MT um pedido de licença da Presidência da instituição por 30 dias, para tratar de assuntos particulares.

A OAB-MT, neste período, será Presidida pela Vice-Presidente Gisela Cardoso, com apoio dos demais diretores, com as orientações do Conselho Seccional. Espero, sinceramente, que tudo se esclareça. Fraterno abraço, Leonardo Campos.”

Esportes e Notícias

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.