Segunda-feira, 19 de Abril de 2021

Geral
Quinta-feira, 08 de Abril de 2021, 13h:35

JULIER SEBASTIÃO DA SILVA

Cuiabá 302 anos

Cuiabá tem vida e jeito próprios e que são inconfundíveis!

Fonte: Midia News

Divulgação

Um aniversário triste de uma cidade alegre e festeira.

Uma cidade é, na verdade, a síntese de seu povo. Mas Cuiabá é muito mais. Pode até ser uma declaração de carinho de quem cresceu e vive nesta calorenta urbi. Ela tem vida e jeito próprios. Inconfundíveis!

Se tivesse que definir como seria a personalidade de Cuiabá, se gente fosse, diria que seria uma pessoa alto astral, amiga e empática. Muito legal! Que sabe receber visitas de outros lugares, que nunca nega uma informação, procura sempre estreitar os laços e solidificar amizades. Cuiabá seria uma pessoa que tem orgulho de suas origens, que preserva sua cultura e, acima de tudo, seria alguém com quem se pode contar sempre.

Pode até ser uma declaração de carinho de quem cresceu e vive nesta calorenta urbi. Ela tem vida e jeito próprios. Inconfundíveis!

Nossa querida cidade é única e dizer isso pode parecer clichê, mas não é!

Desafio alguém a apontar uma capital tão hospitaleira, acolhedora e com uma cultura tão presente no dia-a-dia de sua gente. Esse jeito único de viver e sentir a vida é produto da forma como Cuiabá nasceu e cresceu. Reflete a grande mistura de cores, costumes, sonhos e sofrimento de seu povo. Impossível viver em Cuiabá sem se tornar um Cuiabano e não incorporar seu linguajar, sua culinária e sua cultura.

Nestes tempos de sofrimento e tristeza, entretanto, a nossa gente precisou expressar ainda mais a sua característica de luta e resiliência frente aos desafios desse genocídio pandêmico. Assim, ser Cuiabano é resistir e saber enfrentar o descaso do Prefeito e do Governador com a pandemia na capital. Longe de assumir suas responsabilidades para o nosso povo, preferem o bate-boca no mais baixo nível possível, ao que parece.  

Ironia da História. 

No seu aniversário de 302 anos, o Prefeito e o Governador do Estado fizeram de Cuiabá um refém da política genocida do Governo Bolsonaro. Não tem vacina, não tem política pública de saúde, não tem leito hospitalar, não tem UTI, não tem renda mínima, não tem garantia de emprego e não tem apoio para as micro e pequenas empresas. Só há sofrimento, descaso, contaminação e mortes. A tempestade perfeita no aniversário da nossa amada Cuiabá: Covid-19, o pior Presidente da República jamais visto, o Governador do Estado que não providenciou vacinas e UTI’s e o Prefeito que não dá conta nem de abrir postos de vacinação. Terrível.

Ainda assim, não posso deixar de parabenizar Cuiabá pelos seus 302 anos. Que se torne mais linda, justa e humana. Expresso ainda meu pesar e solidariedade aos familiares e amigos das mais de 8.200 pessoas que nos deixaram em Mato Grosso, vítimas da COVID-19.

Feliz aniversário amada Cuiabá!

 

Julier Sebastião da Silva é ex-juiz federal.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.