Sexta-feira, 10 de Abril de 2020

Geral
Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020, 15h:48

Voltou a xingar o presidente

Ciro Gomes rebate Eduardo Bolsonaro após deputado criticar Cid ‘Canalha’

Fonte: Poder 360

Sérgio Lima/Poder 360

Terceiro colocado na eleição à Presidência em 2018, Ciro Gomes (PDT) saiu em defesa do irmão, o senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE), após ele ter sido alvo de ataques do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ).

O filho 03 do presidente chamou Cid de “insensato” por tentar entrar num quartel da Polícia Militar em Sobral, Ceará, dirigindo uma retroescavadeira, na última 4ª feira (19.fev.2020). Na ocasião, Cid levou 2 tiros.

Meu irmão estava na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e este canalha [Eduardo Bolsonaro], filho do canalha-mor, que é o senhor Jair Messias Bolsonaro, presidente da República sofrida do Brasil, botou no clipe que ele tinha sido imprudente e que tinha levado 1 tiro de bala de borracha“, afirmou Ciro em conversa com jornalistas nesta 6ª (21.fev).

Eis a íntegra do vídeo (2min38s):

Eu, imediatamente, reagi como irmão, mas reafirmo cada palavra hoje. Mas eu quero acrescentar 1 pouquinho mais. Eu disse a ele que só se matarem a gente mesmo, é que as milícias e os canalhas da família dele, chefiados pelo canalha [do] pai dele, fizeram no Rio de Janeiro, vão se estabelecer no Ceará“, continuou Ciro, que é ex-governador do Estado.

Ciro afirmou que o irmão foi desarmado ao local onde policiais em greve faziam motim e tentou pacificar a situação. Mencionou que Cid foi atingido por 1 soco antes de dirigir a retroescavadeira para cima dos policiais que fechavam o quartel. Um vídeo distribuído em aplicativos de mensagem mostra o momento da agressão.

Ele é 1 político que não ficou trancado no gabinete, não ficou mandando recado, não ficou fazendo tuitezinho na internet e a sua cidade inteira sofrendo faz 1 apelo por providência, as autoridades estavam impotentes e continuaram“, afirmou Ciro.

Eu quero saber se eles [os políticos] acham que fascismo se enfrenta com flores. Nós, aqui, vamos enfrentar com a arma que for necessária“, finalizou o ex-ministro.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.