Domingo, 12 de Julho de 2020

Estados
Quarta-feira, 03 de Junho de 2020, 14h:52

VEJA

Serviços afetados pelo coronavírus no Piauí

O Governo do Estado declarou estado de emergência por conta da pandemia de Covid-19. O G1 mostra as alterações em serviços públicos e privados que mexem com a rotina da população.

O Governo do Estado e prefeituras da capital e interior do estado declararam situação de emergência e produziram diversos decretos para tentar conter a disseminação do coronavírus no Piauí. As medidas impactam diversos serviços e alteram a rotina da população, veja o que mudou:

 

Uso obrigatório de máscaras

 

Conforme o decreto de 22 de abril, ficou determinado o uso de máscara de proteção facial, confeccionadas segundo as orientações do Ministério da Saúde. A máscara é de uso individual e não deve ser compartilhada entre familiares, amigos e outros.

No caso da população em geral, o governo recomendou o uso de máscaras artesanais, que podem ser confeccionadas, por exemplo, com tecidos de camisetas e elástico.

 

Educação

 

 

  • As aulas da rede pública municipal de Teresina estão paralisadas até o dia 30 de maio. O isolamento social de alunos, professores e equipes escolares está em vigor desde o dia 19 de março.
  • Aulas da rede estadual de ensino estão suspensas até o dia 31 de julho. Para evitar perdas no calendário escolar, algumas escolas da rede estadual optaram pelas aulas online.
  • A Universidade Federal do Piauí (UFPI) suspendeu as aulas por tempo indeterminado.
  • O Instituto Federal do Piauí (IFPI) tambem suspendeu as atividades por tempo indeterminado.
  • A Universidade Estadual do Piauí (Uespi) informou que o calendário acadêmico foi suspenso até 30 de maio.
  • Escolas e faculdades privadas da capital também suspenderam as aulas, depois de A Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi) publicou portaria que autoriza os atendimentos clínicos e cirurgias de urgência e emergência em pacientes durante a pandemia do novo coronavírus.
  • (link:https://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2020/05/08/sesapi-publica-portaria-que-autoriza-cirurgias-de-urgencia-e-emergencia-na-pandemia.ghtml). recomendação do Governo.

 

 

Serviços de saúde

 

 

 

 

Fronteiras

 

O Governo do Piauí decretou que qualquer pessoa que ingressar no estado, seja via rodoviária, aeroportuária ou marítima, deverá entrar de quarentena por 14 dias. Além disso, os agentes de vigilância sanitária poderão recorrer aos órgãos de segurança pública para garantir o cumprimento das medidas.

 

Comércio e serviços

 

O Governo do Piauí manteve até 7 de junho a suspensão de todos as atividades comerciais e de prestação de serviços no estado. Permanecem funcionando apenas serviços essenciais: mercearias, supermercados, hipermercados, mercadinhos, padarias, lojas de conveniência e de produtos alimentícios; lavanderias; postos revendedores de combustíveis, distribuidoras de gás e borracharias; hotéis, com atendimento exclusivo dos hóspedes; distribuidoras e transportadoras, serviços de segurança e vigilância; serviços de alimentação preparada exclusivamente para sistema de entrega; serviços de telecomunicação, processamento de dados, call center e imprensa; bancos, serviços financeiros e lotéricas.

Em Teresina, a suspensão permanece por tempo indeterminado. Serviços essenciais como farmácias, postos de combustíveis e supermercados continuam mantidos mas estão regulamentados. O atendimento em clínicas, hospitais e laboratórios, assim como o funcionamento de escritórios de advocacia e contábeis também foram liberados mediante cumprimento de regras.

 

Órgãos públicos

 

 

  • O Espaço da Cidadania, que oferta serviços como emissão e renovação de CNH, licenciamento de veículo, emissão de Título de Eleitor, expedição de Carteira de Trabalho, parcelamento de contas de energia elétrica e água, reduziu em 50% os atendimentos ao público na capital e no interior do estado.
  • O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PI) suspendeu suas atividades por tempo indeterminado, funcionando apenas as atividades que podem ser executadas por teletrabalho. Neste período os exames, emissão de documentos e vistorias estão paralisados.
  • O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Piauí restringiu o atendimento ao público para evitar a aglomeração de pessoas.
  • A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) suspendeu as sessões solenes, audiências públicas, atendimento ao público e aderiu à realização de sessão virtual.
  • A Câmara Municipal de Teresina (CMT) retomou as atividades realizando sessões virtuais às quartas-feiras. As sessões são transmitidas pelo YouTube à partir das 08h.

 

 

Transporte

 

 

 

 

Segurança

 

As Polícias Federal e Civil disponibilizaram endereços eletrônicos para atender o público e evitar a propagação do vírus. O atendimento presencial deverá ser feito apenas de crimes como homicídio, feminicídio, estupro, crimes praticados contra crianças, adolescentes, mulheres e idosos.

A população poderá registrar ocorrências de crimes de menor potencial pelo site da Delegacia Eletrônica da Polícia Civil. A PF informou que os atendimentos ao público de caráter emergencial serão realizados pelos canais eletrônicos, conforme site pf.gov.br, ou por outro meio eletrônico, como vídeo conferência.

A Polícia Militar do Piauí continuará a operar normalmente, mas com alguns cuidados a mais quanto a higienização de equipamentos, para se evitar a aglomeração de pessoas e para proteger os policiais e servidores que façam parte de grupos de risco. Os policiais militares também foram orientados a ser mais criteriosos quanto a abordagens, e só agir quanto houver "fundada suspeita".

 

Justiça

 

 

  • O Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI) e a Corregedoria Geral da Justiça do Estado do Piauí (CGJ-PI) decretaram a adoção de regime de trabalho remoto e teletrabalho no Poder Judiciário do Estado do Piauí até 31 de maio. O plantão extraordinário foi adotado pelo Judiciário piauiense para manutenção do funcionamento das atividades com prioridade aos procedimentos de urgência.
  • Defensoria continua em regime de atendimento remoto até o dia 31 de maio de 2020.
  • O Ministério Público Federal no Piauí (MPF-PI) suspendeu, temporariamente, o acesso do público externo à biblioteca, a realização de eventos e o atendimento presencial de público externo que possa ser prestado por meio eletrônico ou telefônico.
  • A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) suspendeu as visitas, escoltas e recambiamentos de presos nas unidades prisionais no Piauí. Por conta disso, e foi implantado o sistema de visita virtual através de um aplicativo de vídeo-chamada.
  • Cartórios retomaram as atividades no dia 6 de abril de 2020 e o atendimento presencial só é possível após agendamento prévio durante a pandemia do Coronavírus.

 

 

Parques

 

 

  • O Governo do Piauí decretou suspensão de atividades de parques ou outros espaços acessíveis ao público que possam gerar aglomerações.
  • Por determinação do Ministério do Meio Ambiente, foram fechados para visitação o Parque Nacional Serra da Capivara e os museus do Homem Americano, em São Raimundo Nonato, e Museu da Natureza, no município de Coronel José Dias.

 

 

Eventos culturais

 

 

  • Foram suspensas as apresentações musicais do Artes de Março, realizado em um shopping de Teresina. A medida foi feita por meio de uma orientação da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).
  • Todos os eventos que estavam marcados para acontecer no Theatro 4 de Setembro, desde apresentações teatrais, musicais e o Projeto 6 e meia, foram cancelados.
  • A 17ª edição do Festival de Inverno de Pedro II foi cancelada. O evento seria realizado de 11 a 14 de junho deste ano.

 

 

Esporte

 

 

  • A Federação de Futebol do Piauí (FFP) decidiu suspender todas as partidas do Campeonato Piauiense 2020. A resolução determina que o estadual fique parado por tempo indeterminado. Ao todo, 20 jogos ficam sem data. Além da Série A, todas as outras competições do calendário do futebol da FFP estão paralisadas.
  • Outras modalidades esportivas, como basquete, handebol, natação, futsal, atletismo, vôlei, judô, e ciclismo, também sofreram o impacto. Atletas piauienses tiveram suas rotinas alteradas por conta da onda de cancelamentos de torneios no ano da realização da Olimpíada Tóquio 2020.

 

 

Religião

 

 

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.