Quarta-feira, 27 de Maio de 2020

Estados
Quinta-feira, 12 de Março de 2020, 13h:00

ELEIÇÕES 2020

Secretária revela que recebeu até oferta em dinheiro para desistir de candidatura ao Senado

A secretária-adjunta de Defesa do Consumidor de Mato Grosso, Gisela Simona (PROS), revelou nesta quinta-feira (12) ter sido duramente pressionada por outros pré-candidatos para desistir da disputa à eleição suplementar ao Senado. Simona denunciou, inclusive, ter recebido propostas em dinheiro para que desistisse pleitear a vaga. 

 

“Fui muito impressionada, quase ai o tempo todo por outros candidatos para que eu fosse suplente ou que nós deixássemos de concorrer essa eleição. Mesmo ai, alguns tentando nos tirar seja como dinheiro, seja como propostas indecentes que vieram numa tentativa de tirar nosso objetivo maior”, apontou.

 
 

As declarações foram dadas durante a convenção do partido que deve oficializá-la como pré-candidata ao Senado. Sem mencionar a origem das ofertas, Gisela relata que nos bastidores foi procurada por praticamente de “todas as legendas” de forma direta e indireta.

Segundo ela, alguns chegaram a utilizar a Prefeitura de Cuiabá como “moeda de troca”. “Foram oferecidos não só dinheiro, como cargos para ficarmos aqui e projetos futuros de candidatura à prefeitura de Cuiabá”, declarou.

 

Durante as revelações, a secretária disparou que seria impossível abrir mão da vaga diante do cenário atual de representantes que só pensam em investir no agronegócio. “A maior bandeira que o Pros tem hoje é de ter uma representação popular, uma representação que vem defendendo interesse da nossa sociedade num estado hoje que nós temos praticamente 1.500 pessoas, onde todos os investimentos é feita no agronegócio”, disse.

Contudo, mesmo diante das declarações polêmicas, a secretaria garante que não vai oficializar nenhuma denúncia por ausência de provas. “Nós não vamos denunciar porque não temos como provar, mas vamos defender a necessidade de haver o abandono da velha política”.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.