Domingo, 21 de Julho de 2019

Estados
Terça-feira, 14 de Maio de 2019, 10h:18

ARMAS

Receita de vendas da Taurus cresce 11,5% no 1º trimestre no Brasil

A Taurus, fabricante brasileira de armas, reportou aumento de 11,5% na receita de vendas no Brasil para R$ 35,9 milhões no primeiro trimestre de 2019 ante igual período do ano anterior. O Brasil é o segundo mercado para a companhia, depois dos Estados Unidos.

Ação da Taurus tem novo salto nesta quarta após decreto de Bolsonaro sobre armas
O volume de vendas no Brasil cresceu 13,6% em comparação ao primeiro trimestre de 2018, totalizando 25 mil unidades. A empresa atribui o crescimento à “retomada da credibilidade da marca”.

Principal mercado da Taurus, as vendas nos Estados Unidos subiram 3,7%, para 168 mil de unidades, resultando em receita de R$ 200,4 milhões, 19,4% superior ao verificado no mesmo trimestre de 2018. O aumento da receita foi impulsionado pela desvalorização média de 17% do real ante o dólar. De acordo com a companhia, a venda dos novos modelos respondeu por mais de 50% do total de vendas de armas no país no trimestre.

A exportação para outros países cresceu 5,3%, para R$ 13,3 milhões, impulsionada por compras da polícia filipina.

Outro destaque do comunicado da empresa é a expectativa da companhia de dobrar sua produção nos Estados Unidos com a transferência para a fábrica na Georgia. Atualmente, a capacidade total de produção da Taurus é de 1,4 milhão de armas por ano, sendo um milhão na unidade brasileira.

“Com a transferência da fábrica da Flórida para a nova unidade na Georgia, que ocorrerá ainda no ano de 2019, a capacidade de produção nos Estados Unidos vai dobrar das atuais 400 mil armas por ano, para 800 mil armas por ano”, informa a Taurus.

Receitas extraordinárias
A Taurus espera receber até R$ 106 milhões em receitas extraordinárias em 2019. Em primeiro de abril, a Taurus obteve vitória em processo referente à exclusão de PIS e Cofins da base de ICMS, o que corresponderá à recuperação fiscal de aproximadamente R$ 33 milhões e atualização monetária de cerca de R$ 23 milhões.

Os trabalhos de levantamento dos cálculos e comprovações relativos a tais valores ainda devem ser concluídos e serão apresentados para habilitação junto à Receita Federal.

Também em 12 de abril, foi assinado instrumento para venda do terreno da antiga sede da companhia em Porto Alegre (RS). O contrato estabelece valor de R$ 50 milhões e prevê prazo de 60 dias para avaliações e negociações. A Taurus utilizará o montante para reduzir o endividamento da companhia, conforme acordo firmado com bancos credores em 2018.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.