Segunda-feira, 17 de Junho de 2019

Estados
Quinta-feira, 23 de Maio de 2019, 07h:15

TRÁFEGO

Prefeitura libera tráfego de veículos na Ponte da Casa Verde em SP

AGÊNCIA BRASIL

A prefeitura da capital paulista liberou hoje (22) o tráfego de veículos na faixa da direita da Ponte da Casa Verde, na Marginal Tietê, no sentido do centro. A interdição parcial da estrutura ocorreu em 21 de fevereiro após a ponte ter sido atingida por dois caminhões em menos de 48 horas. Os veículos tinham altura que excedia o permitido no local.

A obra na ponte foi feita de forma emergencial. De acordo com a prefeitura, a interdição se baseou no relatório técnico elaborado pela Engeti Consultoria e Engenharia, contratada para fazer o laudo estrutural da ponte. A empresa Preserva Engenharia ficou responsável pelos serviços de recomposição das duas vigas danificadas, trabalho que acaba de ser concluído.

A obra emergencial, que ainda não foi totalmente concluída, custou aos cofres públicos R$ 2,2 milhões. Os recursos são do Fundo Municipal de Desenvolvimento de Trânsito (FMDT). A finalização da obra deverá ocorrer até 15 de junho.

Pontes com problemas
De acordo com a prefeitura, de hoje a 4 de junho começam a ser entregues os laudos estruturais de outras 15 pontes e viadutos que apresentaram problemas no sistema viário da cidade. Os laudos também foram contratados em caráter emergencial desde janeiro. A Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras fará a análise dos documentos e decidirá quais obras serão executadas.

As 15 pontes são: Casa Verde, Jânio Quadros, Bandeiras, Freguesia do Ó, Cruzeiro do Sul, Tatuapé, Ponte Dutra – acesso Expresso, Ponte Dutra – acesso Marginal, Eusébio Matoso, Cidade Universitária, Cidade Jardim, e os viadutos Gazeta do Ipiranga, Grande São Paulo, General Olímpio da Silveira, Miguel Mofarrej e Carlos Ferraci.

“O laudo irá apontar para Prefeitura se há necessidade de alguma obra emergencial ou não emergencial para garantir a segurança das pessoas que utilizam as pontes e viadutos na cidade”, disse o prefeito Bruno Covas.

Ministério Público
Em março, o Ministério Público estadual ingressou com uma ação civil pública pedindo intervenções imediatas da prefeitura, incluindo interdições, em todas as pontes e viadutos da cidade de São Paulo que estivessem em situação de “grave risco”. Segundo o MP, as intervenções pedidas podem ser escoramento, redução de carga, interdição parcial ou total. A Justiça rejeitou o pedido do MP, que já recorreu da decisão, e espera nova decisão.

Além da Ponte da Casa Verde, liberada hoje, a ponte da Marginal Tietê, que dá acesso à Dutra, está interditada desde 23 de janeiro após constatação de rompimento de uma viga. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos em 25 de junho. Na ponte da Freguesia do Ó a faixa da direita, no sentido centro, foi interditada no dia 22 de fevereiro. A interdição ocorreu após a empresa responsável pela elaboração do laudo técnico da ponte constatar que a estrutura estava "suportando peso acima das especificações para qual foi projetada". A previsão é que a obra termine até 13 de junho.

No Viaduto General Olímpio da Silveira foi proibida a circulação de veículos com carga superior a cinco toneladas no viaduto. A estrutura foi atingida inúmeras vezes por caminhões que trafegam com altura superior ao permitido no local.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.