Estado Islâmico assume autoria de atentado no Oeste do Paquistão

Imagem/Reprodução

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assumiu nesta sexta-feira (23) a autoria do atentado praticado por um suicida nas proximidades do quartel-general da polícia na cidade de Quetta, no Oeste do Paquistão, que deixou, segundo o EI, 15 mortos.

Em um comunicado publicado pela rede de mensagem Telegram, cuja autenticidade não pôde ser comprovada, o EI identificou o autor do ataque como Abu Ozman al Jarasani.

Segundo o grupo terrorista, o indivíduo explodiu um cinturão que levava junto ao corpo no quartel da cidade de Quetta, que causou a morte de 15 pessoas, enquanto outras 15 ficaram feridas.

No entanto, um porta-voz policial desse mesmo quartel, Abdul Wali, informou à EFE que pelo menos nove pessoas morreram, entre elas quatro policiais, e 18 ficaram feridas no atentado com bomba.

A explosão ocorreu às 8h43 local (0h43, em Brasília), na área de Gulistan, perto do escritório do inspetor geral da polícia e de um posto de controle, em uma zona de alta segurança, apontou.

Quetta é uma das localidades mais conflituosas do Paquistão e foi palco de graves atentados insurgentes, como o que aconteceu em outubro contra uma academia de polícia que causou a morte de 62 cadetes e um capitão.

O Paquistão lançou em fevereiro uma operação militar em todo o país contra os insurgentes, batizada como operação Radd-ul-Fasaad (Eliminação da discórdia).   As informações são da Agência EFE e RadioAgência Nacional.
Exibindo central.PNG

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*