29 de Maio de 2017

Facebook Twitter Google Plus rss
Mapa do Brasil
Quarta, 04 de janeiro de 2017, 17h20 Tamanho do texto A- | A+


ENTREVISTA DA SEMANA / De Natureza Política

Prefeita de Chapada dos Guimarães/MT Thelma de Oliveira

Arquivo

Clique para ampliar

Prefeita de Chapada dos Guimarães Thelma de Oliveira


Especial

Chapada dos Guimarães, uma cidade, que há tempos, vive com problemas em sua administração e na câmara de vereadores, pela primeira vez elege uma candidata de peso no âmbito político nacional.  Thelma de Oliveira (PSDB),  com 5.110 votos, para o pleito de 2017. Cidade que tem em seu entorno maravilhas da natureza e que já foi considerada o maior município do mundo, devido ao seu território anterior ser de 269 mil km². Serve de refresco aos dias acalorados dos cuiabanos. Traz de heranças desastrosas na administração pública e muitos desafios a serem superados.

 

1 – Prefeita Thelma de Oliveira vamos fazer uma breve retrospectiva sua, na política. Sabemos que a senhora sempre viveu em meio a políticos importantes, que fizeram história nesse país, porém, nesta época, a senhora, ainda, era somente esposa de um grande estadista, Dante de Oliveira – O Homem das Diretas Já! Personalidade que, também, mantinha uma relação muito próxima com a natureza. Como “brotou” a sua vontade de sair de trás de um grande ícone, como ele, e querer fazer, também, sua trajetória na política?

 

Resposta: - Inicialmente gostaria de fazer uma correção, sempre estive ao lado e não atrás de Dante de Oliveira, em todos os momentos da sua trajetória política, participando das grandes decisões que transformaram nosso país e nosso estado.
Minha trajetória política se mistura com a dele. Comecei minha
militância política ainda na UFMT, na década de 70,período da ditadura militar, participando da criação de Centros Acadêmicos e Diretório Central dos Estudantes e posteriormente do congresso de Reconstrução da UNE, em 1979 na Bahia.
Ao conhecer Dante nessa época, ele como Deputado Estadual, que
lutava pela democratização do país, abrigava no seu gabinete todas as forças democrática que tinham esse mesmo ideal e os estudantes eram parte desse processo. A partir desse momento me filiei ao MDB e passei a atuar na política partidária e passei a integrar e comandar diretórios municipais e estaduais, exercendo cargos importantes no meio político e coordenando as principais campanhas: de Deputado Federal, das Diretas Já, para Prefeitura de Cuiabá, duas vezes e também para Governo do Estado, duas vezes.
E naturalmente também exerci cargos públicos, Secretaria de
Ação Social na Prefeitura e da Prosol no governo do Estado. Diante disso, fui ao momento certo lançada pelas lideranças políticas e comunitárias para ser candidata a Deputada Federal, cargo que exerci por dois mandatos. Quando ele se foi pensei em sair da cena política, mas fui convocada e aceitei o desafio de ser prefeita de
Chapada.

2- Prefeita, a senhora que já foi Deputada Federal, representando Mato Grosso, na Câmara Federal, passou por grandes desafios para ter sua candidatura à prefeitura de Chapada dos Guimarães, aceita pelo TRE –MT e pelos seus adversários políticos, o que era alegado?

Resposta: Infelizmente por um erro administrativo, onde sequer constava
minha assinatura no processo, mas que levou a uma situação de improbidade administrativa.  Como a época o advogado que cuidava da minha defesa foi negligente e acabou perdendo prazo, fui condenada. Cumpri rigorosamente o que  determinava a lei e tive meus direitos políticos resgatados em 2015, o que me habilitou a ser candidata em 2016. Nossos adversários com não dispunham de nenhuma acusação contra nossa pessoa, utilizaram matérias publicadas em anos anteriores para tentar desgastar nossa imagem perante o eleitorado.
Felizmente, a população chapadense percebeu a manobra e depositou em nós seu voto de confiança e esperança para fazer a grande mudança que a cidade precisa. Aproveito para mais uma vez agradecer a cada homem, cada mulher, cada jovem que nos proporcionou esta oportunidade.


3- A que se deve esse resultado das urnas? Em que se baseou sua campanha? Alguma proposta, em especial, que gostaria destacar que a tenha feito chegar a esse resultado positivo? Foi importante a coligação com outros partidos, isso também pôde ter sido um fator relevante?

Resposta:Nossa vitória se deve ao trabalho sério de toda equipe de
colaboradores, do corpo a corpo, das visitas nas casas, na cidade e
também em toda zona rural, levando nossas propostas, mas também ouvindo muito as sugestões de cada pessoa. Fizemos nossa caminhada com pouco recurso financeiro, cumprindo as determinações da Lei Eleitoral, mas com muita alegria e
otimismo e a presença espontânea de muitos adeptos de um novo momento para Chapada.
Nossa coligação "Chapada para Todos', era composta de seis
partidos, PRP, PSDB,SD,PRTB,PHS e PSL, tínhamos apenas 21 candidatos a vereadores, enquanto nosso adversário tinha 11 partidos e 60 candidatos a vereadores.
Apesar de pequena, nossa coligação foi guerreira e fiel em
todos os momentos. Cada integrante, do vice prefeito Osmar Froner ao militante mais humilde, todos foram fundamentais para que chegássemos a vitória.
Importante ressaltar também, que todos os partidos que vieram somar conosco, foi por comprometimento político, abraçando a proposta de transformação e mudança para construir uma Chapada mais justa e que cuide dos seus cidadãos.

4- Agora vamos falar sobre o município, logo que assumir, quais seriam suas primeiras prioridades realizadas a favor da cidade? Já que, por exemplo, recentemente tivemos um escândalo na saúde de Chapada dos Guimarães, o que a senhora pretende fazer com relação a isso?

Resposta: Não resta dúvida que a Saúde é o principal problema de Chapada. Aliás, o que mais ouvi durante as caminhadas que fizemos, era o pedido das pessoas para que consertássemos a saúde. Todos tinham uma história triste muitas vezes trágica, relacionada à Saúde.
Hoje através da leitura dos documentos colhidos pela nossa equipe de Transição., percebemos que um dos grandes problemas foi a péssima utilização dos recursos, convênios que não foram prestados contas, o desanimo da equipe pelas péssimas condições de trabalho.
É preciso um choque de gestão. É preciso humanizar o atendimento ao cidadão, ser eficiente e rápido na resolução dos problemas e também valorizar e capacitar todos os funcionários e melhorar as condições de trabalho. Além disso, nossa cidade precisa se transformar de fato em uma cidade turística, com infraestrutura adequada, resolver o problema da água, revitalizar a praça central, investir no paisagismo, embelezando nossas ruas e praças.
Outra prioridade é recuperar nossas estradas vicinais e pontes,
pois se encontram em péssimo estado de manutenção, prejudicando não só os pequenos produtores rurais como também as crianças que precisam ir para as escolas. O recurso do FETHAB, que é repassando mensalmente a Prefeitura, será aplicado corretamente e prestado contas ao publico da sua utilização.

5- Sobre o meio ambiente, depois do Pantanal, Chapada dos Guimarães é um dos lugares de destaque internacional de Mato Grosso, devido as suas belezas naturais, como isso deverá funcionar? A senhora pretende fazer uma fiscalização mais rigorosa, com relação ao desmatamento, a preservação as nascentes, as queimadas e etc. podemos prever algum trabalho, em conjunto com entidades como a Sema ou Ibama?

 

Resposta: Certamente a questão ambiental é a mais emblemática da nossa cidade, mas iremos enfrentá-la com tranqüilidade e determinação, resolvendo todos os gargalos com diálogo com todos os setores. Faremos parcerias com o Governo Federal  e Estadual, com entidades organizadas, com o Condema o ICMBIO e outros órgãos; Importante ressaltar o grande trabalho realizado pela APRODEC nesse sentido. E também Iremos fortalecer a parceria com a UFMT, num projeto de recuperação das nascentes e com a Assembléia  Legislativa para através de emendas dos parlamentares, realizarem o projeto de revitalização do Parque da Quineira e da piscina pública.

 

6- Ainda falando de meio ambiente, a senhora sabe que o povo clama pela volta do uso da “Salgadeira”, sabemos que lá é um local que a responsabilidade da Prefeitura de Cuiabá, mas será que não chegou o momento de os dois municípios darem as mãos e corrigirem esse erro e dar esse presente à população?

Resposta: Apesar de a Salgadeira fazer parte do município de Cuiabá,
Realmente, é verdade que a população tem ficado revoltada com a
situação. Muitos anos de espera na expectativa de um grande projeto turístico que traria de volta passeios  maravilhosos e um lazer gratuito a toda comunidade. O tempo passou e até hoje estamos no aguardo de uma solução.
Recentemente em reunião que tivemos na SEDTUR,  o Secretário de Turismo, Luis Carlos Nigro, está empenhado pessoalmente na resolução desse problema, mas entendo que a união do Estado, da Prefeitura de Cuiabá, com o nosso monitoramento e acompanhamento, com certeza iremos trazer uma condução mais conclusiva deste projeto fundamental para MT e principalmente para a Chapada dos Guimarães.

7- Agora vamos falar de políticas públicas voltadas ao Turismo, será que não seria o momento de se fazer um balanço geral no que foi deixado de lado, esses anos todos, para melhoria da qualidade de serviços oferecidos pela cidade, em prol do turismo e tentar mudar esse estereótipo? Desde, por exemplo, melhoria no Transporte Público, como abrir licitação, para que novas empresas de ônibus possam oferecer, melhores serviços ao turista, que chega a Cuiabá e quer ir para Chapada. Como também, na qualificação através de cursos profissionalizantes voltadas para área do turismo. O que pretende, com relação a isso?

Resposta: Precisamos tratar o turismo como a principal vocação econômica do nosso município, mas  para que isso aconteça precisamos nos preparar e organizar em todos os aspectos. Desde a infraestrutura da cidade, como disse anteriormente, ter agenda cultural anual, cursos profissionalizantes em áreas como hotelaria, gastronomia, incentivar o turismo rural, integrarmos mais a região de Manso cujo potencial turístico tem sido pouco aproveitado pela prefeitura atualmente,  E descobrir outras fontes de desenvolvimento do turismo, mas sempre respeitando a questão da sustentabilidade.

 

8-  Sabemos que 4 anos de administração é muito pouco, diante de tudo que precisa ser feito, porém, mesmo assim, como seria uma Chapada dos Guimarães ideal para as pessoas? O que senhora vislumbra? E que gostaria de deixar de legado, se for possível, é claro?

Resposta: De fato, quatro anos é pouco, porque estamos recebendo uma
cidade financeira e administrativamente em péssimas condições. Nossa primeira tarefa é colocara casa em ordem, organizar as certidões, regularizar os convênios, aumentar arrecadação e dar condições dignas de trabalho a todos os profissionais que desejem trabalhar com seriedade. Mas é preciso também e principalmente. Resgatar a credibilidade de cada cidadão chapadense no poder público local, atuando com transparência e prestando contas das nossas ações, atuando em sintonia e respeito com a Câmara de Vereadores na busca das melhorias da cidade.
Estamos cientes das dificuldades, mas temos recebido muitas
manifestações de pessoas e entidades organizadas que desejam ajudar nesse processo e isso nos entusiasma, pois demonstra que estamos no caminho certo.

 

9- Qual legado sonha em deixar?

 


Resposta:
Uma Chapada dos Guimarães que cuida do seu povo com Saúde e Educação de qualidade, uma cidade mais justa, limpa e bonita, exemplo de desenvolvimento econômico e social com sustentabilidade, com oportunidades de emprego para todos, especialmente os jovens. Uma cidade que seja o orgulho dos chapadenses e dos mato-grossenses e que os turistas sintam vontade de voltar, pois foram conquistados não só pelas nossas belezas cênicas, mas pelo nosso jeito simples e alegre de viver.



AVALIE:
1
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Enquete

Quantas vezes você já doou sangue?

Uma vez

Duas vezes

Três ou mais

Nunca

  • Parcial Votar

PREVISÃO DO TEMPO

NEWSLETTER

Preencha o formulário abaixo para
receber nossa newsletter:




Copyright © 2014 Brasil Notícia - Todos os direitos reservados. É proibida a reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização por escrito dos responsáveis.